Eleições 2022

Jorginho pede união e força para reeleição de Bolsonaro

O deputado estadual eleito Antídio Lunelli anunciou logo após a votação, apoio irrestrito ao candidato e também no governo do Estado, caso seja eleito no dia 30

07/10/2022

Por

Editora, analista SEO e responsável pelo conteúdo que escreve. Atenta aos conteúdos mais pesquisados do país.

O candidato do Partido Liberal (PL), Jorginho Mello, que disputa o segundo turno para o governo do Estado com Décio Lima (PT), disse na quarta-feira (5) que “não existe eleição ganha. Nós precisamos ter a humildade de apontar os nossos erros no primeiro turno e corrigi-los para o segundo”. A fala foi no comitê de campanha com os deputados federais e estaduais eleitos no pleito de domingo.

Apesar de ter terminado o primeiro turno na ponta, com 38,62% dos votos válidos e mais de 1,5 milhão de votos, Jorginho pediu concentração, força e união da sigla para reeleição do presidente Bolsonaro.

“A coisa mais importante daqui para a frente é a eleição do Bolsonaro, pois de nada adianta a gente fazer a maior bancada, o senador e não ter o presidente. Eu peço a todos vocês que não descansem um minuto. É o nosso futuro e do País que está em jogo”, ressaltou o candidato.

O PL elegeu 11 deputados estaduais, seis federais e Jorge Seif como senador, demonstrando a musculatura do partido no Estado. O MDB reiterou no mesmo dia apoio a Jorginho. O MDB de Jaraguá do Sul, em sua maioria, já havia apoiado Mello na eleição de domingo (2).

O deputado estadual eleito Antídio Lunelli anunciou logo após a votação, apoio irrestrito ao candidato e também no governo do Estado, caso seja eleito no dia 30.

 

Quer saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região primeiro? CLIQUE AQUI e participe do nosso grupo de WhatsApp!

Notícias relacionadas

x