Jaraguá do Sul

Legado cultural: A Sociedade Atiradores Independência e seus 66 anos de tradição

Saiba mais:

05/02/2024

Por

Jornalista a 47 anos escrevendo a história de Jaraguá do Sul e do Vale do Itapocu, com credibilidade.

Legado cultural: Explore conosco os 66 anos de tradição e cultura da Sociedade Atiradores Independência, fundada em 1958 por entusiastas germânicos, descendentes de alemães e pomeranos, praticantes da fé Luterana.

Legado cultural: A Sociedade Atiradores Independência e seus 66 anos de tradição

Legado cultural: A Sociedade Atiradores Independência e seus 66 anos de tradição

 

 

Ao longo do tempo, a sociedade se enriqueceu ao integrar os descendentes donauschwaben, de origem germânica, mas de nacionalidade húngara.

 

Esta jornada cultural celebrou marcos notáveis, incluindo a Königfest (Festa de Rei) em homenagem a Ismar Budendorf. A Musik Kapelle Banda GBD trouxe suas notas à celebração, unindo tradições germânicas e brasileiras. Em seus 66 anos, a Sociedade Atiradores Independência continua a ser um símbolo de diversidade e tradição, moldando o legado de nossa comunidade.

 

A Sociedade Independência, estabelecida em 1º de janeiro de 1958 por entusiastas da cultura germânica e descendentes de pomeranos e alemães, celebrou um marco significativo em 1º de janeiro de 2024, ao completar 66 anos de fundação.

 

Os fundadores, em sua maioria provenientes das colônias de Indaial e Timbó, eram praticantes da fé Luterana. Desde a sua origem, figuras notáveis como Rodolfo Klabunde, Walter Witt, Arnoldo Krause, Alfonso Kluge, Gerhardt Radol, Bruno Becker, Richard Schumann, Erich Volkmann, Paulo Haffermann, Rudolfo Borchardt, Otto Lemke,

 

Erwino Borchardt, Alfredo Witt, Carlos Gumz, Hugo Borchardt, Ricardo Weiss, Hugo Hansen, Wilfried Hansen, Willi Borchardt, Reinoldo Kreiss, Haroldo Volkmann, Alex Töwe, Oscar Westphal e Walter Kreyssig, contribuíram para moldar a identidade cultural da sociedade.

 

À medida que o tempo avançou, a Sociedade Atiradores Independência ampliou suas raízes culturais, integrando os descendentes donauschwaben, de origem germânica, mas de nacionalidade húngara. Essa inclusão enriqueceu ainda mais a diversidade cultural da sociedade, fortalecendo os laços comunitários.

 

O evento de celebração dos 66 anos, ocorrido no sábado, 27 de janeiro, a partir das 18h, foi marcado pela Königfest (Festa de Rei) de Ismar Budendorf e dos cavalheiros Emerson Willian Sell e Igor Weiler Budendorf, respectivos 1º e 2º cavalheiros (ritter).

 

A Musik Kapelle Banda GBD, da Estrada Garibaldi, teve uma participação especial, sendo a primeira banda de música a conduzir a ritualística folclórica desta sociedade de tiro pela estrada asfaltada, obra concluída em 2024, após duas décadas de espera pela conclusão.

 

Adriano Schmidt foi o comandante da marcha, e Antônio Schmidt, bandeireiro, função que ocupa há longos anos, devido à sua efetiva participação.

 

Após a marcha folclórica, ocorreu a sessão de homenagem ao rei e sua corte, com o orador Osmar Schmidt, que presidiu a entidade associativista entre 1990 e 1999. Diante de mais de 700 convidados, Antônio Schmidt foi homenageado por sua participação efetiva ao longo de décadas no trabalho voluntariado.

 

O rei Ismar, o Bude, expressou sua gratidão à família, à diretoria da Sociedade Independência, aos convidados, ao público em geral e aos demais clubes e sociedades de tiro e bolão, coirmãs, vizinhas e dos municípios próximos.

 

Foram servidos aproximadamente 763 talhares, cujo jantar contou com a iguaria do strudel (70 rodelas), diversos tipos de carnes, saladas diversas, o tradicional aipim frito com bacon e outros atrativos culinários. O delicioso chope e os refrigerantes não faltaram, proporcionando um momento culinário e social memorável.

 

Durante o jantar festivo, concomitantemente, ocorreu a tradicional competição de tiro ao alvo no estande de tiro oficial. O resultado foi proclamado durante o baile social com o tradicional ritual de troca de faixas, cuja corte de 2024 será responsável pela organização do evento em 2025.

 

O baile social com a Musik Kapelle Banda GBD apresentou ao público retratos e acordes do patrimônio musical de época da cultura germânica e do repertório brasileiro, sobretudo, folclórico.

 

O evento da tradicional Königfest aconteceu no mês em que o Brasil celebrou os 200 anos da presença alemã (data de 13 de janeiro de 1824), 161 anos da imigração pomerana e 133 anos da imigração húngara em Jaraguá do Sul.

 

O território do Jaraguazinho foi palco da instalação deste grupo étnico, os húngaros, seguido pelos colonizadores alemães e pomeranos.

 

Ao concluirmos esta viagem pelos 66 anos de tradição e cultura da Sociedade Atiradores Independência, não podemos deixar de refletir sobre a significativa marca dos 200 anos da imigração alemã, celebrados neste ano de 2024.

 

Este aniversário, que coincide com o período em que o Brasil celebra sua rica herança alemã, ressalta a importância da contribuição desse grupo étnico para a formação e enriquecimento da nossa identidade cultural.

 

Ao longo das décadas, a Sociedade Atiradores Independência tem sido não apenas uma guardiã das tradições alemãs, pomeranas e húngaras, mas também uma testemunha ativa e participante no fortalecimento dos laços culturais e comunitários.

 

A celebração dos 66 anos torna-se ainda mais especial ao considerarmos este marco histórico mais amplo.

 

Neste momento de reflexão, olhamos para o futuro com o compromisso renovado de preservar e transmitir esse legado cultural às gerações futuras.

 

Que os próximos capítulos da Sociedade Atiradores Independência continuem a ser escritos com base na riqueza de sua história e na diversidade que a caracteriza, contribuindo assim para o mosaico cultural que é o Brasil.

 

Que este aniversário não seja apenas uma celebração do passado, mas também um impulso para novas iniciativas e realizações, mantendo viva a chama da tradição em meio à evolução constante de nossa sociedade.

 

Que cada nota da Musik Kapelle Banda GBD, cada ritual da Königfest e cada competição de tiro ao alvo continue a ecoar como testemunhos duradouros de um legado cultural que transcende gerações. (Ademir Pfiffer – Historiador e Youtuber para o JDV)

 

 

Quer saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região primeiro? Participe do nosso grupo de WhatsApp ou Telegram!

Siga nosso canal no youtube também @JDVonline

Notícias relacionadas

x