Cultura

Livro traz carta de imigrante italiano contando detalhes da Colônia Luiz Alves

Foram várias as cartas de imigrantes enviadas à Itália, mas a de Benedetto Bonelli se destaca pela profundidade das informações e pelo mapa da Colônia à época

17/04/2021

Por

Jornalista apaixonada por cultura e segurança pública

Livro traz carta de imigrante italiano contando detalhes da Colônia Luiz Alves

“A carta, o imigrante e a esperança – De Luiz Alves para Forno di Canale”. Esse é o título de mais uma publicação histórica que trata da imigração italiana para o sul do Brasil, particularmente à Colônia Luiz Alves, com organização da professora Iria Tancon e a participação de Álvaro Augusto Luciani, Antônio Francisco Bohn, Claudiberto Fagundes, Loris Serafini e Luca Giuseppe Luchetta, que tem como personagem o imigrante Benedetto Bonelli e a sua carta e mapa descrevendo a situação da Colônia encaminhada para a Itália no ano de 1892, ao Padre Antônio Della Lucia, que teve participação fundamental no encaminhamento das famílias para América, para fugir da pobreza extrema dos habitantes das montanhas Dolomitas, em Belluno, Norte da Itália.

Leia mais

Benedetto Bonelli mandou o relatório detalhado de como se encontravam seus conterrâneos em Luiz Alves e nas terras que hoje pertencem a Massaranduba. Por mais de um século permaneceu intacto nos arquivos da Pieve di Canale d’Agordo (terra natal do Papa Luciani – João Paulo I). A publicação recém lançada, em português e italiano, é mais uma contribuição para entender a história da imigração italiana à Colônia Luiz Alves, cujos descendentes estão espalhados pela região e Brasil afora.

A iniciativa dos organizadores é excelente. Benedetto veio para o Brasil em 11 de dezembro de 1890, já viúvo, com três filhos. Antes, em 26 de maio de 1886, outro filho seu veio ao Brasil partindo de Gênova a bordo do navio Syrio. Era o Valentino Fortunato Romedio Bonelli, que chegou ao Rio de Janeiro em 16 de junho de 1886, junto com a mulher Maria Apollonia Cattarina Luciani e três filhas – Giovanna Elisabetta, Rosa Mística e Sofia Giovanna, rumando depois para Luiz Alves.

Foram várias as cartas de imigrantes enviadas à Itália, mas a de Benedetto Bonelli se destaca pela profundidade das informações e pelo mapa da Colônia à época, descrevendo aonde as famílias estavam, o meio ambiente, as condições de vida e os hábitos dos novos imigrantes, do ponto de vista daqueles que ali viviam.

Benedetto é trisavô do editor do JDV

Para a contextualização histórica, Benedetto Bonelli é trisavô do editor do JDV, Flávio José Brugnago (e também de Iria Tancon). Valentino Bonelli é bisavô e Sofia Giovanna Bonelli, sua filha, é avó. Sofia foi casada com Pedro Antônio Luchetta, com a cerimônia realizada na Igreja São Vicente de Paula, de Luiz Alves.

Sofia e Pedro Antônio tiveram oito filhos, entre eles Carolina Rosa Luchetta (casada com Elias Brugnago), que é mãe de Flávio José.

Quer saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região primeiro? CLIQUE AQUI e participe do nosso grupo de WhatsApp!

Notícias relacionadas

x