Mundo

Lockdown repentino deixa chinesa presa na casa de homem no primeiro encontro

Durante o encontro, ela descobriu que a comunidade em que ele morava havia entrado repentinamente em lockdown por um aumento nos casos de Covid-19

13/01/2022

Por

Jornalista apaixonada por cultura e segurança pública

Lockdown repentino deixa chinesa presa na casa de homem no primeiro encontro

Shenzhen TV

Uma mulher identificada pelo sobrenome de Wang, ficou em confinamento no primeiro encontro em que teve um homem na casa dele, na cidade de Zhengzhou, no leste da China. A imposição do confinamento aconteceu de forma repentina por conta de um surto de Covid no município. 

Na postagem em sua rede social WeChat, ela explica que havia chegado recentemente a Zhengzhou, vinda de Guangzhou, no sul do país, para o Ano Novo Lunar. 

“Estou ficando mais velha, então meus pais organizaram mais de 10 encontros às cegas para mim”, disse Wang na publicação.

De acordo com ela, o quinto homem com quem marcou disse que “era bom na cozinha e me convidou para sua casa para que pudesse cozinhar uma refeição”.

Durante o encontro, ela descobriu que a comunidade em que ele morava havia entrado repentinamente em lockdown por um aumento nos casos de Covid-19. Por isso, ela acabou impedida de deixar a casa por vários dias.

À imprensa local, Wang relatou que ficou presa por quatro dias na casa do pretendente e que a situação “não foi nada ideal”. Ela disse que o homem cozinhou para os dois durante todo o confinamento, mas que “ele não fala muito”.

As postagens não deixam claro se ela já foi autorizada a deixar o isolamento. Mas a alta de casos de Covid-19 se manteve em Zhengzhou nos últimos dias.

A China tem uma política de tolerância zero contra a Covid-19, o que significa confinamentos obrigatórios repentinos que já se tornaram rotina nas comunidades em que o vírus é identificado.

Quer saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região primeiro? CLIQUE AQUI e participe do nosso grupo de WhatsApp! 

Notícias relacionadas

x