Social

Maio Amarelo faz ações para a redução de acidentes de trânsito

A cor amarela não foi escolhida aleatoriamente para a campanha. Ela representa a fase “atenção” do semáforo.

05/05/2023

Por

Estudante da 5ª fase de Design, curiosa por natureza e apaixonada pelo que faz.

O mês de maio chegou e, com ele, as ações para redução de acidentes de trânsito propostas pelo Movimento Maio Amarelo ganham destaque em todo o país. O movimento chegou em sua 10ª edição e é promovido paralelamente às campanhas educativas da Secretaria Nacional de Trânsito (Senatran) que em 2023 tem o tema “No trânsito, escolha a vida”, definido pela Resolução 980/22 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran).

Neste ano, o Movimento Maio Amarelo comemora 10 anos e, novamente a CNT Sest Senat em parceria com o Observatório Nacional de Segurança Viária (ONSV) está patrocinando a campanha. Já o Governo Federal, por intermédio dos Ministérios do Transportes e das Cidades são os apoiadores oficiais.

De acordo com os organizadores, nessa década, há muito o que comemorar. A ideia de trazer um mês inteiro para colocar luz sobre um tema bem pouco discutido na sociedade deu certo. “O Maio Amarelo fez isso: trouxe o tema para todas as esferas. E hoje vemos empresas, entidades e órgãos públicos se unirem em defesa da vida, em prol da segurança de todos que transitam. Ou seja: nossa ideia está aprovada!”, diz o site oficial do Maio Amarelo.

A cor amarela não foi escolhida aleatoriamente para a campanha. Ela representa a fase “atenção” do semáforo. Mas, não é o que acontece nas estradas e vias do Brasil.

O país é o terceiro país com maior número de mortes no trânsito, só fica atrás da Índia e China. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), as mortes em decorrência de acidentes de trânsito configuram a oitava principal causa de óbitos no país, aproximadamente, 1,35 milhão de vítimas por ano.

Os números alarmantes de acidentes e vítimas de trânsito se devem, em grande parte, à negligência dos motoristas. Estes, muitas vezes, mesmo sabendo dos graves riscos, mantêm um comportamento agressivo ao volante, usam o celular ao dirigir, abusam do consumo de álcool e outras drogas, não respeitam as sinalizações de trânsito, procrastinam a manutenção mecânica de seus veículos, entre outros. Todos são fatores que contribuem para aumentar as mortes no trânsito.

De acordo com dados da PRF, 77% dos acidentes ocorridos nos primeiros três meses de 2023 tiveram como causa escolhas erradas por parte dos motoristas. Como, por exemplo: ultrapassagens indevidas, velocidade incompatível e ingestão de álcool.

 

Quer saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região primeiro? CLIQUE AQUI e participe do nosso grupo de WhatsApp

Notícias relacionadas

x