Variedades

Moeda rara de R$ 1 pode valer até R$ 7 mil para colecionadores

Alguns colecionadores, denominados numismatas, oferecem bons valores nos modelos mais raros

07/11/2022

Por

Os numismáticos são colecionadores que estudam o ponto de vista histórico, artístico e econômico das cédulas, moedas e medalhas. Graças a esse estudo, alguns modelos de moeda podem valer muito mais que a quantia original.

 

Há uma moeda rara de R$ 1 que pode custar R$ 7 mil hoje em dia. Os colecionadores estimam que ela esteve em circulação em 2012. Naquele ano, o Banco Central fez 2 milhões de cópias das moedas em comemoração aos Jogos Olímpicos realizados no Rio de Janeiro.

 

 

O contexto histórico da peça se dá em uma situação ocorrida no final das Olimpíadas de 2012, em que a cidade de Londres passou oficialmente a bandeira olímpica para o Rio. Dessa forma, o momento foi eternizado na moeda de R$ 1, consolidada popularmente como a “moeda da entrega da bandeira”.

Neste sentido, sua raridade é devido à quantidade de unidades distribuídas na época: 2 milhões. Além disso, outras moedas distintas de 1 real podem ser muito valiosas por apresentarem defeitos de fabricação.

 

Requisitos que valorizam a moeda

 

Estado de conservação: neste aspecto, a peça precisa ter ao menos 70% dos detalhes da cunhagem original, não podendo ter desgaste acima de 20%;

Flor de cunho: nesta categoria, o estado da moeda precisa ter todos as características da cunhagem original e não pode ter estado em circulação. Estas peças saem diretamente do banco e são manuseadas posteriormente somente com luvas;

Baixo número de exemplares: aqui, os modelos com pouca circulação precisam apresentar pelo menos 90% dos detalhes da cunhagem original.

 

Via seucreditodigital.com.br e metropoles.com

Quer saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região primeiro? CLIQUE AQUI e participe do nosso grupo de WhatsApp!

Notícias relacionadas

x