Cultura

Morre Yara Springmann uma das fundadoras da Scar

No ano passado, o JDV entrevistou dona Yara para o especial dos 145 anos de Jaraguá. O velório acontece na capela Leier

11/01/2022

Por

Jornalista apaixonada por cultura e segurança pública

Morre Yara Springmann uma das fundadoras da Scar

Divulgação

A cultura jaraguaense perdeu um grande nome nesta segunda-feira (10): Yara Fischer Springmann, de 86 anos.  Ela morreu às 22 horas.

O velório acontece na capela Leier das 9 às 16 horas desta terça-feira (11). O corpo será cremado às 17 horas no Crematório Catarinense, no bairro Nereu Ramos.

Sua contribuição para a cultura não apenas de Jaraguá, mas da região é enorme, sendo que ela foi uma das fundadoras da Sociedade Artística (Scar). 

No ano passado, o JDV entrevistou dona Yara para o especial dos 145 anos da cidade. E em um bate-papo descontraído, ela nos contou como surgiu o nome da Scar. 

O elefante branco, como é chamada a Scar, inaugurada em 16 de maio de 2003, foi uma grande revolução para a época e dona Yara diz que todos falaram que eles eram loucos por construir um espaço daquele tamanho, mas como ela mesma diz: “Quem se cria na Scar não sai dali”.

A entidade conta hoje com três orquestras – Filarmônica, de Câmara e de Cordas – com aulas particulares e projetos sociais como Música para Todos e Mais Dança.

E como uma boa incentivadora da música, da arte e da cultura, dona Yara não perdia um Femusc, tanto é que o programa Momento Springmann é uma homenagem a ela e ao marido, Dr. Fernando Springmann (in memorian). 

Ela deixa enlutados três filhos, um genro, noras, netos, bisnetos, um irmão, cunhados e demais parentes e amigos.

Quer saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região primeiro? CLIQUE AQUI e participe do nosso grupo de WhatsApp! 

Notícias relacionadas

x