Estadual

Movimento busca assinaturas por recursos para as rodovias catarinenses

Nos últimos dois anos foram registrados diariamente uma média de 21 acidentes, com 25 feridos nas rodovias federais que cortam o Estado

05/12/2021

Por

Movimento busca assinaturas por recursos para as rodovias catarinenses

Reprodução

Nos últimos dois anos foram registrados diariamente uma média de 21 acidentes, com 25 feridos nas rodovias federais que cortam o Estado. Além da insegurança, a lentidão nas estradas federais está travando a economia e afetando a vida de quem vive ou passa pelo Estado. Uma pessoa morre a cada dia nas rodovias federais de Santa Catarina.

Mudar essa realidade está nas mãos dos catarinenses. O movimento “SC não pode parar” foi lançado em julho pela Federação das Indústrias de Santa Catarina e pelo o Grupo ND. Estudos comprovaram a necessidade urgente da conclusão das duplicações das BRs 280 e 470, restauração da BR-163, ampliação da capacidade de tráfego da BR-101, além de conservação e manutenção preventiva em todas as rodovias federais catarinenses.

O movimento busca pelo menos um milhão de assinaturas para exigir os investimentos necessários para Santa Catarina não parar. O que se busca é o maior abaixo-assinado da história catarinense, a ser entregue às autoridades federais, cobrando ações emergenciais pela infraestrutura rodoviária de Santa Catarina.

Especificamente em relação a BR-280 é preciso:

* Garantir recursos para a conclusão da obra de duplicação

* No Canal do Linguado, avaliar solução compatível ambiental e economicamente com a provável futura abertura do canal

* Garantir investimento de Conservação, Restauração e Manutenção (CREMA) em todo o segmento – inclusive no que está em duplicação

* Dar celeridade ao processo de estadualização do segmento da travessia urbana de Jaraguá do Sul (cerca 9 km)

* Realizar estudo para concessão sem considerar os investimentos na duplicação, em curso.

Quer saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região primeiro? CLIQUE AQUI e participe do nosso grupo de WhatsApp!

Notícias relacionadas

x