Especiais

Museu da Paz /FEB é o único de SC dedicado a 2ª Guerra Mundial

O Museu da Paz de Jaraguá do Sul conta com cerca de 300 itens em exposição, incluindo uma réplica da bomba atômica, a “Little Boy”

06/02/2020

Por

Museu da Paz /FEB é o único de SC dedicado a 2ª Guerra Mundial

Único museu em Santa Catarina com peças da 2ª Guerra Mundial, o Museu da Paz instalado junto a antiga estação ferroviária teve muitas atividades durante o ano passado. Desde 1944, residiam na região do Vale do Itapocu, mais de cem ex-combatentes que estiveram no teatro de operações na Itália, em diversas funções da campanha.

Por décadas esse importante fato era conhecido por poucos. Em 25 de julho de 1976, ano do centenário de Jaraguá do Sul, foi criada a Seção Regional da Associação Nacional dos Veteranos da Força Expedicionária Brasileira, constituída por 35 membros.

Posteriormente foram instalados monumentos lembrando os heróis nacionais, em Jaraguá do Sul, Corupá e Guaramirim. Em novembro de 2018, Massaranduba construiu o seu monumento em frente ao Museu Municipal e Schroeder também tem projeto para eternizar a memória de expedicionários que residiam naquela comunidade.

À reverência aos verdadeiros heróis brasileiros, que contribuíram para a paz mundial, foi criado o Museu do Expedicionário no prédio da antiga rodoviária, na Getúlio Vargas. Hoje é a FEB – Museu da Paz, que conta com cerca de 300 itens em exposição, incluindo uma réplica da bomba atômica, a “Little Boy”, em escala menor.

A visitação individual ou em grupos (mediante agendamento) é permanente, especialmente estudantes. Conta também com a Associação dos Amigos do Museu da Paz, que por meio da diretoria desenvolve atividades dentro de um cronograma estabelecido em cada ano.

Relatório de gestão mostra a movimentação durante 2019

O Museu da Paz/FEB realizou em 2019 duas exposições temporárias, a “Segunda Guerra Mundial – Museu da Paz/FEB) no Jaraguá Park Shopping, no mês de outubro e, “Jornais da Segunda Guerra Mundial”, no mês de novembro, em suas dependências, junto a antiga estação ferroviária, que é gerido pela Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer.

O relatório de gestão mostra que foram realizadas 57 palestras com 1.647 alunos atendidos, sendo 55 no Museu e duas em escolas, pelos voluntários da Associação Museu da Paz, Marina Maier, Tony Minnemann, Ivo Kretzer e Antônio Eckert e pela servidora Dionara Radünz Bard. Nas oficinas foram atendidos 213 estudantes.

Oito foram do “Projetos do Bem”, em abril, e duas de confecção de tsuru, em maio, na Semana Nacional dos Museus. Aconteceu também a 1ª Gincana do Museu da Paz, com 254 alunos envolvidos.A Primavera dos Museus, em setembro, recebeu 13 turmas do ensino fundamental, de oito escolas. Servidoras também participaram de curso de formação com o professor Idemar Ghizzo, da Fundação Hering. De janeiro a dezembro de 2019 o Museu da Paz recebeu 6.566 visitantes.

Notícias relacionadas

x