Geral

Nova central de recepção de arroz inicia atividades este mês em Massaranduba

A capacidade é de 350 mil sacas

14/01/2022

Por

Nova central de recepção de arroz inicia atividades este mês em Massaranduba

Divulgação

A colheita da safra de arroz para os associados da Cooperativa Juriti, em Massaranduba, começa com a abertura das atividades da segunda unidade de recepção e secagem de grãos, às margens da SC-108, na Área industrial Zeferino Kuklinski. A capacidade é de 350 mil sacas. O arroz da safra 2021/2022 já começou a ser colhido e entregue à Cooperativa, mas o “grosso” da colheita será entre os dias 20 e 25 de janeiro até a primeira quinzena de fevereiro.

A entrega poderá ser feita nas duas unidades de recepção e secagem. O presidente da Cooperativa Juriti, Orlando Giovanella, disse que as perspectivas de mercado não são animadoras. O custo de produção aumentou muito nesta safra, em especial os insumos, diesel e outros componentes.

Nos próximos dias deve ser anunciado o valor mínimo da saca do arroz de 50 quilos.

Segundo estimativas da Epagri/Cepa, a safra catarinense 2021/22 de arroz deve ser de 1,22 milhão de toneladas, volume 2,17% menor do que o colhido no ciclo agrícola anterior. O cenário é resultado da esperada queda na produtividade, de 8,4 t/ha obtidos na safra passada, para 8,3 t/ha na safra atual.

Os dados são do Boletim Agropecuário da Epagri/Cepa, de novembro de 2021. A produção catarinense de arroz é a segunda maior do país. A primeira é do Rio Grande do Sul. O arroz irrigado é produzido em 93 municípios catarinenses, concentrados no Litoral Sul (61,9%), Médio/Baixo Vale do Itajaí e Litoral Norte (25,2%), Alto Vale do Itajaí (9,04%) e Litoral Centro (3,9%).

Quer saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região primeiro? CLIQUE AQUI e participe do nosso grupo de WhatsApp!

Notícias relacionadas

x