Sem categoria

Nova York proíbe venda de animais em pet shops; entenda o motivo

Estados como Illinois e Califórnia já haviam decretado proibição da venda de coelhos, gatos e cachorros

06/01/2023

O estado de Nova York deve proibir a venda de animais em pet shops a partir de 2024. A lei foi assinada pela governadora Kathy Hochul, no dia 29 de dezembro de 2022. A ideia é incentivar a adoção e impedir maus tratos desses animais.

Estados como Illinois e Califórnia já haviam decretado a proibição da venda de coelhos, gatos e cachorros por esses criadouros – muitas vezes chamados de “fábrica de animais”. Mesmo com o apoio bipartidário na legislatura de Nova York, a discussão gerou confusão entre os defensores de animais e proprietários de pet shops.

O argumento de críticos da lei é que muitos destes estabelecimentos acabarão falindo com a nova proibição. Além de consequências em cadeia, já que a proibição poderia dificultar a compra de bichos de estimação, gerando um mercado clandestino de venda.

Já os defensores levantam a questão de maus-tratos aos animais. Só nos EUA, estima-se que existam cerca de 10 mil criadouros de animais domésticos, com apenas 3 mil regulamentados pelo Departamento de Agricultura dos Estados Unidos — órgão regulador.

 

NY e Pets

Para se ter uma ideia, 40% da população nova-iorquina tem cachorros como pets de estimação e cerca de 20% são donos de gatos. O setor lucrativo de bichos de estimação, em 2020, registrou vendas de quase US$ 100 bilhões.

 

Conteúdo original publicado por SCC10

Quer saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região primeiro? CLIQUE AQUI e participe do nosso grupo de WhatsApp!

Por

Notícias relacionadas

x