Trânsito

Placas do Mercosul passam a valer a partir de fevereiro em todo país

Para isso, será cobrado do motorista em média R$128, o mesmo preço do emplacamento atual

30/01/2020

Por

Placas do Mercosul passam a valer a partir de fevereiro em todo país

A partir do dia primeiro de fevereiro a placa do Mercosul passa a ser exigida no Distrito Federal e também em outras unidades da federação. A adoção do novo modelo de identificação de veículos atende a uma determinação do Conselho Nacional de Trânsito, que em 2019 deu prazo até o próximo dia 31, para que e os estados se adequem à regra estabelecida.

Inicialmente, a placa será obrigatória em casos de primeiro emplacamento, mudança de categoria do veículo, roubo, furto, extravio ou dano da placa, mudança de unidade federativa e instalação de segunda placa traseira. Para isso, será cobrado do motorista em média R$128, o mesmo preço do emplacamento atual.

Segundo o Detran, o novo modelo possui elementos de segurança como QR code, emblema oficial do Mercosul e a bandeira do Brasil. A placa também dispensa o uso do lacre. Nas ruas, os motoristas avaliam o novo modelo. Outra mudança vai ser a saída do Detran no processo de emplacamento do carro.  O órgão vai ser responsável apenas pela criação da sequência da placa. Ao todo, são ao menos 10 empresas credenciadas para esse tipo de serviço.

Para Harley Bueno, diretor de Controle de Veículos e Condutores do Detran do Distrito Federal, o novo sistema vai trazer mais segurança. Por conta da implementação da medida, o Detran suspende os emplacamentos nos dias 30 e 31. A previsão é de que o serviço volte a ser realizado na próxima segunda-feira, dia 3 de fevereiro.

Notícias relacionadas

x