Obituário

Plano Leier informa o falecimento de Dona Lilly – Helena Fiedler Gumz

Dona Lilly era conhecida por “Oma” Gumz, nasceu no dia 5 de outubro de 1922

19/06/2024

Plano Leier informa o falecimento às 8h9 de hoje (19), de  Dona Lilly – Helena Fiedler Gumz, aos 102 anos de idade deixando enlutados, filhos, netos, genros, noras, bisnetos, tataranetos, irmãs, demais amigos e familiares.

 

Dona Lilly era uma personagem da história do empreendedorismo no bairro Santa Luzia, sendo uma perda para comunidade teuto-brasileira.

 

Dona Lilly frente às ações de interesses das comunidades tradicionais, era articuladora de ações efetivas, contínuas e caráter ecumênico

 

De liderança forte e influente gostava de receber em sua casa com almoço ou jantar, o padre que vinha a Itapocuzinho Alto com a finalidade de organizar missa aos membros da Capela Santa Luzia. Da mesma forma participava da OASE (Luterana)  e Clube dos Idosos (Católico/Adelaide Rosá), Sociedade Caxias (bolão/kegel/futebol/Fußball), com efetiva colaboração e presença.

 

No livro “Memorial do Bairro Santa Luzia – Os Herdeiros da Duquesa”, obra de autoria dos senhores, Álido Rosá e Lauro Rosá, a partir da página 315, há um recorte de pesquisa que retrata o pioneirismo da família Gumz e Fiedler. Os autores entre as linhas, destacaram a trajetória de vida da sábia anciã, Dona Lilly (Helena), a personagem de vida longeva e centenária, que dedicou a vida à família e ao desenvolvimento do território do atual bairro Santa Luzia, como exemplos a serem seguidos por outras gerações.

plano Lilly - Helena Fiedler Gumz

 

 

Dona Lilly (Helena),  foi a cidadã de saúde da longevidade, de força ativa no modo de pensar, sentir e agir, na terra do Criador. Teve forte vínculo de pertencimento ao território de Santa Luzia, testemunhados pelo exemplo de vida, regada pelos valores tradicionais e virtudes, em um século de memórias e histórias.

 

Considerando a sua alta estima, agradabilidade, fortes traços de caráter, a família  de Dona Lilly e seus descendentes, filho (Wilson) e filha (Márcia), genro (José Edival) e nora (Dolores  Tomaselli), netos (4), netas (3) e  bisnetos (10), são o legado da personalidade centenária, que entrou para a galeria das campeãs da “medalha de ouro,” em qualidade de vida.  Isto é fruto da sua rica biografia, com indicadores de sabedoria e dons, representando as duas famílias, Fiedler e Gumz.

 

O velório acontece na Igreja Luterana de Santa Luzia, o féretro sairá às 9h de amanhã (20) para o Cemitério do mesmo local, em Jaraguá do Sul.

 

A família agradece a presença e solidariedade de todos neste momento difícil.

 

Leia também>>> Crematório Catarinense fizeram linda homenagem no dia de Finados

 

Pensando em fazer um Plano Assistencial? Chame no plano l Whatsapp

Quer saber das notícias de obituários da região? Clique aqui

Plano Léier

Por

Editora, analista SEO e responsável pelo conteúdo que escreve. Atenta aos conteúdos mais pesquisados do país.

Notícias relacionadas

x