Segurança

Polícia civil cumpre mandados e prende avó e o companheiro suspeitos de estupro de vulnerável, em Araquari

A menina está grávida

10/06/2020

Por

Polícia civil cumpre mandados e prende avó e o companheiro suspeitos de estupro de vulnerável, em Araquari

Na última segunda-feira, a Polícia Civil, por meio da Delegacia de Polícia de Araquari, cumpriu dois mandados de prisão expedidos pela Justiça em uma investigação de estupro de vulnerável praticado pela avó da vítima, uma menina de 13 anos, e seu companheiro.

A denúncia chegou ao Conselho Tutelar de que uma criança estaria sendo vítima de abusos sexuais e que aparentava estar grávida. Os conselheiros, então, foram até o local e, durante o atendimento, surgiram indícios de que o autor do abuso seria o companheiro da avó. Na ocasião, os conselheiros também confirmaram a gravidez da menina. A Polícia Militar apoiou a ação do Conselho Tutelar e todos foram conduzidos para a Delegacia de Polícia de Araquari, onde foram iniciadas as investigações.

Leia mais:

Mais de 60% já se recuperaram do coronavírus em Jaraguá do Sul

Corpus Christi não terá os tradicionais tapetes e procissão

Pama 1 abre no feriado de Corpus Christi

 

Também foram realizadas perícias, atendimentos psicológicos e ação conjunta de diversas instituições (Polícia Civil, Conselho Tutelar, Ministério Público e serviços sociais) com o objetivo o objetivo de proteger a criança e solucionar o caso. Foi representada pela prisão dos envolvidos, porém, naquele momento, foi indeferida, uma vez que a vítima foi retirada da guarda da avó. Também foram impostas medidas de proteção para impedir que os envolvidos tivessem contato com a vítima.

Concluídas as investigações, a Polícia Civil constatou que os autores haviam se mudado sem informar seu paradeiro, furtando-se da ação da polícia e da justiça, descobriu-se também, que a avó, reiteradamente, buscava descumprir as medidas protetivas impostas, tentando fazer contato com a neta. O relatório final das investigações reiterou o pedido de prisão e apresentou novos fatos, que convenceram o Ministério Público e o Judiciário acerca da necessidade da prisão dos envolvidos, que, naquele momento, estavam em local desconhecido.

Expedidos os mandados de prisão, policiais iniciaram as diligências para encontrar os investigados, que foram localizados e presos em uma residência entre Araquari e Joinville. Os presos foram encaminhados para a Unidade Prisional Avançada – UPA de São Francisco do Sul, onde ficarão à disposição da Justiça.

* Com informações da Policia Civil

Notícias relacionadas

x