Economia

Polícia Federal deflagra Operação Yandex contra grupo criminoso que fraudava auxílio emergencial

A estimativa é de que o grupo tenha fraudado aproximadamente três mil benefícios em diversos estados do Brasil

03/05/2021

Por

Jornalista apaixonada por cultura e segurança pública

Polícia Federal deflagra Operação Yandex contra grupo criminoso que fraudava auxílio emergencial

Na manhã desta segunda-feira (3), a Polícia Federal deflagrou a Operação Yandex, para desarticular uma organização criminosa responsável por fraude nos saques do auxílio emergencial em diversos estados do Brasil. 

Leia mais

Conforme a polícia, foram cumpridos quatros mandados de busca e apreensão em Canoas e Parobé, no Rio Grande do Sul, e em Palhoça e Jurerê Internacional, em Santa Catarina. 

Ainda de acordo com a PF, as investigações tiveram início em maio de 2020, quando a Brigada Militar, em uma ação no município de Taquara, apreendeu um caderno com CPFs de possíveis beneficiários do auxílio emergencial, endereços de e-mail e senhas com indicação de saques e valores. Na abordagem, também foram apreendidas armas e drogas.

Com essas informações, a Polícia Federal realizou diligências para identificar a forma que o grupo criminoso atuava, e descobriram que eles conseguiam CPFs de possíveis beneficiários do auxílio emergencial, criavam e-mails de cadastramento no site da Caixa Econômica Federal e, após o depósito dos valores, o pagamento de boletos de compras realizadas pela organização criminosa.

A estimativa é de que o grupo tenha fraudado aproximadamente três mil benefícios em diversos estados do Brasil, principalmente no Rio Grande do Sul, São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais, e causado prejuízo de dois milhões de reais.

Durante a operação realizada nesta segunda, foram apreendidos 60 mil reais e documentos de interesse da investigação. Também foram presas três pessoas em flagrante por posse de arma de fogo e de drogas em Jurerê Internacional e Canoas. 

Quer saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região primeiro? CLIQUE AQUI e participe do nosso grupo de WhatsApp!

Notícias relacionadas

x