Colunas

Política e Políticos – Pedestres e motoristas

Celso Machado comenta os principais acontecimentos da política catarinense

04/12/2023

Por

Nascido em Blumenau, 72 anos, 57 de profissão, incluindo passagens pelo rádio. E em jornais diários como A Notícia (Joinville), Jornal de Santa Catarina (Blumenau) e O Correio do Povo (Jaraguá do Sul)

 

Política e Políticos –  Em 2024 Jaraguá do Sul deve implantar o Programa de Conscientização e Educação do Pedestre no Trânsito, em projeto do ex-vereador Ronnie Lux (MDB) aprovado pela Câmara. Visando a segurança, informação e educação dos pedestres.

Com campanhas educativas permanentes, distribuição de material informativo, organização de palestras e workshops, sinalizações educativas, parcerias com entidades da sociedade civil, órgãos de trânsito e instituições educacionais e tal.

Perguntar não ofende: será que só os pedestres se comportam mal no trânsito? A foto ilustrando a divulgação feita pela Diretoria de Comunicação da Câmara diz que não. Nela se vê, claramente, que o motorista não respeitou a faixa de retenção.

 

 

Política e Políticos –  CURTAS

*Nas eleições municipais de 2024, Lula da Silva (PT) dará prioridade às cidades onde o PL de Jair Bolsonaro apresentar candidatos viáveis. Quer derrotá-los pelo voto. Em Santa Catarina é uma missão praticamente impossível visto que o PT não tem nomes (e nem terá) nos grandes colégios eleitorais capazes de vencer uma empreitada dessas.

 

 

*Em Florianópolis, por exemplo, o PT não teve candidato a prefeito em 2020. Agora, o pré-candidato anunciado é o ex-vereador Vanderlei Farias, que se filiou ao PT em maio desse ano. Pelo PDT, Farias elegeu-se vereador em 2016, com 2.777 votos. Em 2020 fez 1.866 votos e não se reelegeu. A última disputa para prefeito da Capital com candidato do PT foi em 2008.

 

 

*Deu no “Portal Metrópoles”, publicado pelo jornalista Igor Gadelha: Caciques do MDB prometeram a Flávio Dino que a senadora Ivete da Silveira (MDB) votará a favor da indicação do ministro da Justiça ao STF, como devem fazer os outros dez senadores do MDB. Ivete tem postura mais conservadora e costuma acompanhar a oposição contra o governo.

 

 

“Apesar disso, a emedebista aceitou receber Dino. Os dois se reuniram na quarta-feira (29/11), em encontro mediado pela senadora Eliziane Gama (PSD-MA)”. Esperidião Amin (PP), relator da proposta de se pôr um freio às decisões monocráticas de ministros do STF já aprovado pelo Senador, e Jorge Seif (PL) já declararam voto contra Flavio Dino (PDB).

 

 

*Por unanimidade, o Tribunal Superior Eleitoral aprovou a fusão do PTB e Patriota. O novo partido vai se chamar Partido da Renovação Democrática (PRD), com o número 25 na urna. Em SC, na prática dá na mesma. Partidos que nas urnas são praticamente um zero à esquerda. E o sucessor, que não agrega nada, é só mais um.

 

* Em 2022 o PTB não elegeu nenhum deputado federal e, por isso, ficou sem recursos do Fundo Partidário e sem propaganda eleitoral no rádio e TV. O Patriota elegeu cinco deputados. Explicando, para ter acesso aos recursos públicos precisa eleger pelo menos 11 deputados federais, ou 2% dos votos válidos para a Câmara dos Deputados. Capicce?

 

 

Política e Políticos – Pedro Cabral

Política e Políticos –  O perigo digital

O professor Pedro Cabral (PSOL), suplente de vereador em Florianópolis, é autor de projeto de lei que impõe limite no uso de aparelhos eletrônicos em salas de aula de escolas municipais, exceto para fins pedagógicos. O celular, por exemplo. Com toda a razão, Cabral cita que “a dependência digital já passou a ser patologia psiquiátrica em alguns países”. E no Brasil, acrescente-se, não é diferente. Em SC, a lei 14.363, de 25 de janeiro de 2008 já criou regras, mas só para escolas estaduais e privadas.

 

Política e Políticos –  Vício vira doença

Mais de 155 milhões de brasileiros maiores de 10 anos possuem celular para uso pessoal. O número representava 84,4% da população a partir dessa idade em 2021, conforme a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios, do IBGE. Outro estudo, divulgado pela plataforma de mídia Digital Turbine, mostra que 20% dos brasileiros não ficam mais de 30 minutos longe do celular. Um vício! Ou seja, são doentes que precisam de ajuda médica e psicológica.

 

 

Política e Políticos –  VIA BRASIL

*Em 2024, ano eleitoral, o Congresso (Câmara dos Deputados e Senado) volta a discutir uma velha proposta, a do fim da reeleição para presidente da República, governadores e prefeitos. Ou seja, só para cargos do Executivo. Eles (senadores e deputados) continuam com o “direito” à reeleição sem limites.

*Alguns ministros do STF já admitem recuar da tese defendida por Alexandre de Moraes de punir a imprensa que publicar falas de entrevistados ofensivas a outras pessoas. Porque nem eles sabem como interpretar a regra estabelecida. Na verdade, estavam apenas se autoprotegendo. Até porque xingamentos contra eles (e publicados) são quase que diários.

 

*Senador Randolfe Rodrigues (sem partido), líder do governo de Lula da Silva (PT), quer que ministros do governo e do STF tenham passagem de avião gratuita para seus estados de origem. Sem limites. Deputado Danilo Forte (União/CE), relator da proposta, disse ser pesado para um ministro pagar a passagem do próprio bolso porque o salário “é muito pouco”.

 

*Um ministro do governo Lula ganha, atualmente, salário de R$ 46,3 mil, mais férias remuneradas, 13º e um generoso auxílio moradia, de R$7,7 mil. Um ministro do STF ganha, atualmente, R$ 41.650,92. Em 2024 sobe para R$ 44.008,52 e em 2025, vão receber R$ 46.366,00

 

Política e Políticos – Imagem Ilustrativa

Política e Políticos –  O rombo cresce

O Boletim Estatístico da Previdência Social aponta que nos dez primeiros meses de 2023 o rombo no sistema bateu na casa dos R$ 267,5 bilhões, contra R$ 261,2 bilhões nos 12 meses de 2022. Desde 2019, quando a reforma da Previdência foi promulgada, até 2022, o déficit cresceu 22,5%. O saldo negativo, segundo o Tesouro o Nacional, explica-se pelo custo de R$ 32,2 bilhões a mais em benefícios previdenciários e o crescimento em mais 2,5% do número de aposentados, pensionistas, “encostados” e por aí vai entre dezembro de 2022 e setembro de 2023. E, ainda, o reajuste do salário mínimo acrescido de 1,4% de ganho real. Especialistas em Previdência apontam para “uma luz amarela bem forte piscando em relação ao futuro”.

 

 

Leia também>>> Comunidade se une em ação solidária para apoiar Lucas Hioan em 2023

Quer saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região primeiro? Participe do nosso grupo de WhatsApp ou Telegram!

Siga nosso canal no youtube também @JDVonline

Notícias relacionadas

x