Especiais

Prédio histórico da Escola Jaraguá é restaurado e reinaugurado

Depois de um demorado processo de restauração, onde foram mantidas todas as características construtivas originais, ele foi entregue pela Comunidade Evangélica Luterana em ato que contou com membros, doadores, benfeitores e convidados, no moderno auditório criado, com luzes, projetor e climatização

26/11/2019

Por

Prédio histórico da Escola Jaraguá é restaurado e reinaugurado

O prédio histórico da Escola Jaraguá, que faz parte da identidade arquitetônica e da memória afetiva da cidade está renovado e modernizado. Na sexta-feira (22), depois de um demorado processo de restauração, onde foram mantidas todas as características construtivas originais, ele foi entregue pela Comunidade Evangélica Luterana em ato que contou com membros, doadores, benfeitores e convidados, no moderno auditório criado, com luzes, projetor e climatização.

É possível ver tábuas originais e o estuque do forro. Toda a estrutura estava seriamente comprometida. A arquiteta Simone Aparecida Mattedi foi a responsável técnica pela obra de restauração. Ela mostrou e narrou em vídeo todas as etapas, a partir do inventário da situação em 2014, ao início da obra (em 2017) em todas as fases, até a inauguração do renovado prédio da Escola Jaraguá, patrimônio que a cidade ganha novamente para uso.

Além do auditório, o prédio será para uso da secretaria da Comunidade Luterana e para sala de estudo de música e canto. O investimento chegou a R$ 990.304,20, segundo o presidente da Comunidade Evangélica Luterana, Osmari Bertoldi. Foi praticamente o dobro do valor projetado inicialmente, pelas particularidades que restauro em obras históricas têm.

Osmari explicou que o desafio, agora, é a manutenção e o bom uso das dependências. A escola que inicialmente era para o aprendizado das crianças e cultos, teve o seu espaço requalificado para novos usos em novo tempo.

Estabelecimento faz parte da identidade e da paisagem de Jaraguá do Sul

A Escola Jaraguá tem uma história muito rica. Faz parte da identidade de Jaraguá do Sul, como também da paisagem urbana. Muitas gerações passaram pelos seus bancos durante décadas. A restauração resgata a memória da cidade. A preservação é um capítulo valioso e de grande sensibilidade por parte da Comunidade Evangélica Luterana, que tem, agora, mais um grande desafio: a restauração do templo da Igreja Apóstolo Pedro, no Centro, identificada pela arquitetura única, pela torre e seus relógios.

Existe projeto, mas o desafio será a busca de recursos. O custo não será baixo. Não há previsão para o início dos trabalhos, segundo Osmari Bertoldi. O primeiro desafio foi vencido: a Escola Jaraguá. A sua história começou em 1906, quando o Pastor Ferdinand Schlünzen, lançou o movimento para construir uma escola para atender as famílias luteranas.

No ano seguinte foi criada e inaugurado o primeiro prédio. Em 1920 foi inaugurado o segundo prédio da Deutsche Schulle. Em 1926 já havia 200 matrículas. Por conta da nacionalização, em 1938, por determinação do Governo Federal, o nome foi alterado para Escola Princesa Isabel.

No ano seguinte, a escola alemã de Jaraguá do Sul foi fechada no governo de Getúlio Vargas, e reaberta apenas em 1953. Desde então muitas transformações aconteceram. Hoje, é o moderno Colégio Evangélico Jaraguá, construído na mesma quadra.

Notícias relacionadas

x