Brasil

Procon recomenda suspensão de venda de marca de café

A marca é investigada pelo Ministério Público de Minas Gerais

16/05/2023

O Procon de Uberlândia recomendou a suspensão da venda do café Uber Uba no município. A marca é investigada pelo Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) por suspeita de impurezas acima do permitido, o que tornaria o produto impróprio para o consumo. A recomendação é para o setor varejista no município do Triângulo Mineiro tirar das prateleiras o café embalado e distribuído pela Indústria e Comércio de Café Uberaba EIRELI ou de rótulos que exibam a identificação de embalagem e distribuição por Reyna Produtos Alimentícios LTDA. A justificativa da Superintendência de Proteção e Defesa do Consumidor de Uberlândia é a existência de Investigação Preliminar por parte da 8º Promotoria de Justiça do MPMG em Uberaba para “apuração de possível comercialização de café torrado e moído da marca Uber Ubá, com a presença de cascas e paus em quantidades acima do limite permitido, como como a presença de Ocratoxina ‘A’, conforme já comprovado pelo Laudo de Análise 2991.1P.0/2022”. A promotoria já autuou a empresa responsável pela marca de café após inspeção conjunta à Vigilância Sanitária Municipal de Uberaba ao estabelecimento de produção. A Vigilância Sanitária Municipal de Uberaba chegou a interditar o estabelecimento porque foi encontrado “sem condições higiênico sanitárias satisfatórias e rotinas de boas práticas e outros controles previstos”. Os comerciantes de Uberlândia terão que apresentar ao Procon as notas fiscais de compra do produto, referente ao período de 1º de janeiro de 2022 até 12 de maio de 2023. Será necessário ainda apontar quantitativo atual de estoque.

 

Fonte: Microsoft

Quer saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região primeiro? CLIQUE AQUI e participe do nosso grupo de WhatsAp

Por

Estudante da 5ª fase de Design, curiosa por natureza e apaixonada pelo que faz.

Notícias relacionadas

x