Corupá

Raio-X: Corupá em números

Os índices econômicos de Corupá colocam o município entre os principais em Santa Catarina quando o assunto é a geração de riquezas, com crescimento de 55% do PIB entre os anos de 2012 e 2017

07/07/2021

Por

Área: 405,761 km²

65º maior território catarinense

Localização estratégica, com impacto sobre 12 municípios (Araquari, Campo Alegre, Guaramirim, Jaraguá do Sul, Joinville, Massaranduba, Pomerode, Rio dos Cedros, Rio Negrinho, São Bento do Sul e Schroeder) e mais de um milhão de pessoas num raio de 60 quilômetros

Leia mais

População: 15.909 habitantes, com 77% de população urbana.

População por sexo: 50,5% Masculino e 49,5% Feminino. 

Conforme o IBGE, a população de Corupá tem apresentado crescimento anual de 13,6%, acima da média nacional e estadual, que são de 13,4% e 9,2%, respectivamente.

Pirâmide Etária

8% têm acima de 65 anos

22% com idades entre 0 e 14 anos

70% entre 15 e 64 anos

Corupá, assim como o restante do país, está em trajetória de envelhecimento populacional, com volume de pessoas acima dos 65 anos aumentando. Apenas a população com idades entre 50 e 59 anos passou de 7% em 1991 para 10% em 2010. Essa mudança no perfil da população traz oportunidades para os empreendedores, sobretudo locais, visto que sugere alterações nos padrões de consumo da população. Em Corupá, a expectativa de vida é de 77,39 anos, maior que a catarinense, de 76,6 anos. O envelhecimento populacional traz, por exemplo, maiores gastos com medicamentos e aumenta o número de aposentados e pensionistas. Também traz novas oportunidades de negócios relacionadas a serviços para quem tem acima de 65 anos, como viagens, por exemplo.

Trabalho e renda

Dados sobre trabalho e renda divulgados pelo IBGE mostram que 28% da população de Corupá possui ocupação formal (2007). O salário médio no município é de 2,4 salários mínimos.

Escolaridade

No município, 7,8% da população adulta, com 25 anos ou mais, possui ensino superior completo. Já a taxa de escolarização de crianças e adolescentes é de 99,1%, considerando a rede pública de ensino. Ambos os índices estão acima da média nacional, que são de 5,5% e 97,1%, respectivamente.

Qualidade de vida 

O IDHM é um importante indicador sobre a qualidade de vida da população de um município. As iniciais significam Índice de Desenvolvimento Humano Municipal. Complementando o IDHM, há o IFDM (Índice FIRJAN de Desenvolvimento Municipal), da Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (FIRJAM), que também analisa a qualidade de vida, mas a partir de variáveis como Emprego e Renda, Saúde e Educação. Tanto no IDHM quanto no IFDM, Corupá é referência nacional de qualidade de vida, conforme tabela.

IDHM Renda 0,768

alto

IDHM Longevidade 0,873

muito alto

IDHM Educação 0,707

alto

IFDM 0,770

alto

IFDM Emprego e renda 0,53

moderado

IFDM Saúde 0,901

muito alto

IFDM Educação 0,874

muito alto

Índices Econômicos (IBGE, 2017)

 

PIB per capita

R$ 35.041

PIB a preços correntes

R$ 544.568

Valor adicionado bruto (VAB) a preços correntes

R$ 509.373

Agropecuária

R$ 181.544 (35,6%)

Serviços

R$ 154.992 (30,4%)

Indústria

R$ 102.015 (20%)

Adm., defesa, educação e saúde pública

R$ 70.822 (13,9%)

Os índices econômicos de Corupá colocam o município entre os principais em Santa Catarina quando o assunto é a geração de riquezas, com crescimento de 55% do PIB entre os anos de 2012 e 2017.

Ainda conforme o estudo Levantamento de Oportunidades, a partir da Relação Anual de Informações Sociais de 2018, fornecida pelo Ministério da Economia, Corupá possuía, em 2018, 716 empresas em atividade. Delas, 99% (711) são de micro e pequeno porte e apenas 5 (0,7% do total) são consideradas médias ou grandes.

Na distribuição por segmentos, as empresas de Corupá estão assim divididas: 33,9% Serviços; 28,8% Comércio; 27,1% Indústria; e 10,2% Agropecuária. Considerando os 12 municípios da região de abrangência, vale ressaltar que Corupá é o que possui maior quantidade de empresas do setor Agropecuário. Essa representatividade é até maior que a nacional, de 6%, e estadual, de 2,2%.

Quando o assunto é geração de empregos, as mais de 700 empresas de Corupá geram 4.304 empregos diretos, sendo a maioria deles, 60%, na Indústria. Outros 19% estão no setor de Serviços, 14,1% no Comércio e apenas 6% na Agropecuária.

Classes B e C têm maior potencial de consumo. Habitação, veículo próprio e alimentação lideram

Segundo o Sebrae, Corupá possui potencial total de consumo de R$ 396 milhões. Para chegar a esse número, o levantamento usou informações do IBGE e de outras instituições oficiais de pesquisas, e a metodologia da Associação Brasileira de Empresas de Pesquisa (ABEP). Também considerou a classificação da população brasileira nas classes econômicas A, B1, B2, C1, C2 e D/E, recomendadas pela Associação Brasileira de Anunciantes, Associação Brasileira das Empresas de Pesquisa e Associação Brasileira dos Institutos de Pesquisa de Mercado, descrevendo o perfil de consumo da população de acordo com cada uma das classes. Por fim, as classes econômicas foram correlacionadas com as projeções de consumo da Pesquisa de Orçamentos Familiares do IBGE, de 2019, e os resultados merecem atenção especial, sobretudo daqueles que pretendem realizar futuros investimentos no município.

Segundo levantamento, as classes B1, B2 e C1 são as que possuem maior potencial de consumo, que somado pode chegar a R$ 296,11 milhões. Dentre as três, a classe B2 lidera, com potencial de R$ 134 milhões (34% do total). Na sequência, aparece a C1 com R$ 108,54 milhões (27%) e a B1 com 53,04 milhões (13%). As classes A, C2 e D/E aparecem com R$ 36 milhões (9%), R$ 48,85 milhões (12%) e R$ 14,99 milhões (4%), respectivamente.

Distribuindo o potencial de consumo do município (R$ 396 milhões) por categorias, tem-se Habitação na liderança, com R$ 97 milhões. As 10 posições seguintes (da 2ª a 11ª) totalizam R$ 193,77 milhões. São elas: veículo próprio, alimentação no domicílio, materiais de construção, alimentação fora do domicílio, medicamentos, higiene e cuidados pessoais, vestuário confeccionado, plano de saúde e tratamentos médicos e dentários, educação e, na 11ª posição, recreação e cultura.

O consumo de mobiliários, eletroeletrônicos, bebidas, calçados, viagens e artigos de limpeza aparecem na sequência, seguidos por transporte urbano, livros e material escolar, jóias, bijuterias e outros. Somados, os itens citados nesse parágrafo perfazem potencial de consumo de R$ 102,31 milhões.

O potencial de consumo da população de Corupá demonstra que o município possui oportunidades projetadas nos segmentos de Lojas de Moda e Vestuário, Restaurantes, Churrascarias e Pizzarias, Mercados e Armazéns, Lanchonetes e afins, Serviços de obras de acabamento e alvenaria da construção civil, de perfumaria e cosméticos, móveis, entre outros.

Localização privilegiada

Localização estratégica, próxima a aeroportos, portos e ferrovias, além das rodovias estaduais e federais, fazem de Corupá um município com localização estratégica.

Distâncias

Aeroportos

Joinville: 66 km

Navegantes: 107 km

Florianópolis: 197 km

Portos

São Francisco: 78 km

Itapoá: 86 km

Navegantes: 107 km

Itajaí: 111 km

Imbituba: 270 km

Texto: Carolina Veiga

Quer saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região primeiro? CLIQUE AQUI e participe do nosso grupo de WhatsApp!

Notícias relacionadas

x