Estadual

Santa Catarina apresenta baixo estoque de sangue tipo A positivo

Os níveis de sangue tipo O negativo e O positivo também sofreram redução

18/08/2021

Por

Santa Catarina apresenta baixo estoque de sangue tipo A positivo

Santa Catarina está com baixo estoque de sangue tipo A positivo. Os níveis de sangue tipo O negativo e O positivo também sofreram redução. Durante a pandemia, o Centro de Hematologia e Hemoterapia de Santa Catarina (Hemosc) registrou queda de 25% nas doações. Segundo a coordenadora do hemocentro, Michelen Ghedin, manter uma frequência de doações é importante para evitar que os estoques passem por um período crítico.

Leia mais:

“Com o aumento do número de casos e o pico da pandemia aqui no Estado, os estoques de sangue chegaram a níveis de alerta, onde mais de 25% da redução nas doações foram observados. Os principais tipos sanguíneos que têm uma maior dificuldade na manutenção dos estoques são os da tipagem O e A. Esses são os mais impactados e os mais utilizados, sendo que os principais, claro, são os da tipagem negativa. O negativo que é o doador universal é o mais utilizado nas transfusões de emergência, o que impacta também nos estoques e faz com que ele seja importante”, explicou Michelen.

No Estado, existem sete hemocentros e duas unidades de coleta. Jaraguá do Sul tem uma unidade de coleta de sangue, no Hospital São José. O horário de atendimento para coleta de sangue é das 7h às 11h15. O agendamento pode ser feito via telefone (47) 3055-0454 ou pelo site do Hemosc no botão “Agende sua doação”.

 

Quem pode e como fazer doação de sangue

 

Para doar sangue é necessário ter entre 16 e 69 anos de idade e pesar no mínimo 50 quilos. Mulheres podem doar até três vezes ao ano com intervalo de três meses entre as doações. Já os homens podem doar até quatro, com intervalo de dois meses entre as doações. A doação é voluntária e uma bolsa de apenas 450ml de sangue pode ajudar até quatro pessoas.

Candidatos a doação de medula óssea devem ter entre 18 e 35 anos, estar em bom estado de saúde e não apresentar doença infecciosa ou incapacitante. Segundo o Redome (Registro Nacional de Doadores Voluntários de Medula Óssea), algumas complicações de saúde não são impeditivas para doação, sendo analisado caso a caso.

Quer saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região primeiro? CLIQUE AQUI e participe do nosso grupo de WhatsApp!

Notícias relacionadas

x