Geral

Schroeder conclui levantamento dos prejuízos com o ciclone bomba

Na área urbana foram contabilizados destelhamentos em residências, garagens, comércio, templos religiosos, galpões industriais e também no setor público

14/07/2020

Por

Schroeder conclui levantamento dos prejuízos com o ciclone bomba

O município de Schroeder, com a maioria de Santa Catarina, foi castigado pelo ciclone extratropical do dia 30 de junho. Nas primeiras horas, a falta de energia elétrica e telefone foram as mais sentidas pela população.

A Defesa Civil concluiu na sexta-feira (10) o relatório encaminhado para a Defesa Civil de SC para inclusão no Sistema Nacional de Proteção e Defesa Civil.

Leia mais:

Na área urbana foram contabilizados destelhamentos em residências, garagens, comércio, templos religiosos, galpões industriais e também no setor público. A sede do Procon e o ginásio de Schroeder I são alguns exemplos. Houve perdas totais de veículos que estavam sob abrigos, com três famílias desabrigadas e outros 19 com prejuízos diretos por destelhamento.

A Defesa Civil, conforme a diretora Tânia Dantas, registrou também obstrução de vias urbanas por quedas de árvores, postes, rompimento de cabos de energia elétrica de baixa e alta tensão e queima de transformadores. Os maiores prejuízos, no entanto, foram na área rural, na cultura da banana, afetada em pelo menos 90 por cento.

A Secretaria de Obras e Serviços Urbanos registrou prejuízos por conta do ciclone bomba em abrigos de passageiros de ônibus, desobstrução de ruas, retiradas de árvores caídas em construções e em redes de energia desativadas, recolhimento de entulhos, manutenção de placas de vias e manutenção de praças públicas.

Para tanto foram utilizadas máquinas, caminhões, motosserra e guindastes, ficando os gastos em R$ 110 mil, arcados pela Prefeitura, conforme o secretário Nélson Zoz.

Notícias relacionadas

x