Geral

Schroeder é a quarta cidade que mais cresceu em população

A população de Santa Catarina cresceu 1,1% nos últimos 12 meses

04/09/2021

Por

Schroeder é a quarta cidade que mais cresceu em população

Banco de imagens JDV

Três cidades do Norte catarinense, entre as quais Schroeder, estão entre as com maior aumento da população, conforme os dados estimativos divulgados na última semana. A população de Santa Catarina cresceu 1,1% nos últimos 12 meses, segundo estimativa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que não incorporou os efeitos da pandemia. Em números absolutos, foi um incremento de 85 mil pessoas, chegando a 7,3 milhões de habitantes, com a data de 1º de julho de 2021 como referência.

O maior crescimento foi registrado no Norte do Estado. Araquari ganhou 1,3 mil habitantes no último ano, o que representa um aumento de 3,46% no número de moradores, que chega a 40.890. O município é o 37º mais populoso de Santa Catarina.

No Litoral Norte, Itapema registrou o crescimento de 2,95%, alcançando uma população de 69.323 habitantes. São João Batista, na Grande Florianópolis, com aumento de 2,94% chegou a 39.719 moradores.

A quarta e a quinta cidades de maior crescimento populacional também ficam na região Norte de SC. Schroeder (22.605) e Itapoá (21.766) ocupam a quarta e quinta colocação neste ranking, com aumento da população de 2,79% e 2,78%, respectivamente.

Em um ano, mais 614 pessoas passaram a morar em Schroeder: 21.991 (2020) e 22.605 (2021). Ao todo, 190 cidades catarinenses tiveram crescimento populacional em relação à estimativa do IBGE de 2020.

Por outro lado, 105 municípios viram a população encolher ao longo do último ano. Na parte inferior do ranking, Piratuba, que fica no Oeste catarinense, é o destaque com redução de 2,88% no número de habitantes.

População das cidades teve alto crescimento comparado a 2010

O IBGE divulgou na semana passada as estimativas das populações residentes nos 5.570 municípios brasileiros. Em 1º de julho de 2021, a população do Brasil chegou a 213,3 milhões de habitantes. As estimativas populacionais municipais são um dos parâmetros utilizados pelo Tribunal de Contas da União para o cálculo do Fundo de Participação de Estados e Municípios e são referência para vários indicadores sociais, econômicos e demográficos.

As populações dos municípios foram estimadas por procedimento matemático e são o resultado da distribuição das populações dos estados, projetadas por métodos demográficos, entre seus diversos municípios. O método baseia-se na projeção da população estadual e na tendência de crescimento dos municípios, delineada pelas populações municipais captadas nos dois últimos Censos Demográficos (2000 e 2010) e ajustadas.

O JDV levantou os números oficiais do Censo 2010 (e a estimativa 2021) das cidades da região, onde todas registraram um aumento significativo da população. Massaranduba tinha pelo Censo 2010 o total de 14.674 habitantes e 17.330 em 1º de julho, de acordo com o IBGE, que é o órgão oficial.

Jaraguá do Sul tinha 143.123 (em 2010) e agora 184.579; Guaramirim 35.172 (em 2010) e atualmente 46.757; Schroeder, o total de 15.316 (em 2010) e 22.605 apurado neste ano e Corupá, 13.852 (em 2010) e agora 16.300.

A atualização é feita anualmente.

Mais 65 mil pessoas aumentaram as cidades da região em 11 anos

Comparando o período de 11 anos, as cinco cidades da região acresceram 65.434 pessoas a sua população. Isso significa a necessidade de mais estrutura na educação e saúde, principalmente, o que causa impacto no orçamento das Prefeituras, sem contar a mobilidade urbana, entre outras.

Do Censo 2010, que são números oficiais do levantamento da população, à estimativa populacional apurada em 1º de julho de 2021, pelo IBGE, Jaraguá do Sul teve um crescimento de 41.456 habitantes, Guaramirim de 11.585, Schroeder de 7.289, Massaranduba de 2.656 e Corupá, de 2.448.

Chama atenção Schroeder que nos últimos anos tem mantido um alto crescimento demográfico. Muitos a consideram “cidade dormitório” haja vista que boa parte da população trabalha em empresas de Jaraguá do Sul e Guaramirim.

Contudo, os serviços básicos ficam por conta do poder público local, o que sobrecarrega o orçamento.

Quer saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região primeiro? CLIQUE AQUI e participe do nosso grupo de WhatsApp!

Notícias relacionadas

x