Cultura

Sociedades se confraternizam no sábado durante a Schützenplatz

O Schützenbaum, será no dia 10 de setembro

29/04/2022

Por

A 32ª Schützenfest vai começar neste sábado, 30 de abril. Calma, não é a grande festa dos atiradores que está agendada para acontecer entre os dias 10 a 20 de novembro, no Parque Municipal de Eventos Ademar Frederico Duwe, mas a Schützenplatz, o primeiro dos três eventos que a antecedem, junto com a Schützenbaum e do Sons e Sabores.

O Schützenplatz (Schützen na Praça), acontece no sábado, das 10h às 14h, na Praça Ângelo Piazera, em frente ao Museu Histórico. O Schützenbaum, será no dia 10 de setembro. O Sons & Sabores vai apresentar à imprensa, no dia 20 de outubro, integrantes das sociedades e convidados um pouco do vai ser a gastronomia da 32ª Schützenfest.

Além da comida, o evento servirá para apresentar as variedades de chope a serem comercializados durante a festa e movimentará os profissionais na tradicional competição Tiro Imprensa.

O Schützenplatz dará o ponta pé das comemorações da Festa dos Atiradores. O objetivo é levar parte das atrações da festa para a praça central da cidade. Além de promover a festa, congregar as sociedades e a comunidade num evento ao ar livre e apresentar ao público, no Calçadão central, uma tradicional Marcha de Rei e Rainha, apresentações musicais e de dança folclórica e gastronomia.

Depois de dois anos de paralisação devido à pandemia da Covid-19, o reencontro é aguardado com grande expectativa. É o segundo ano de realização deste

Atrações programadas

Apresentação Musical – banda típica germânica

Marcha do Rei e da Rainha – as majestades do tiro da 32ª Schützenfest coroadas na última festa participarão de um desfile simbólico, mais apresentação de dança folclórica

Stand de tiro pássaro (modalidade de tiro esportivo onde a pessoa precisa jogar um pássaro de madeira suspenso por uma corda). A Sociedade Vieirense será a responsável por esta atração

Gastronomia – chopes oficiais da festa (com pagamento em dinheiro), o tradicional Wurst no Wurstecke (canto da Salsicha), batata recheada e outras comidas típicas comercializadas em food trucks, com estrutura de barracas e mesas.

Comunidade repudia preconceito de ex-deputado contra a Schützenfest

Um comentário infeliz e preconceituoso do ex-deputado federal baiano Jean Wyllys de Matos Santos, nas redes sociais, na tarde de quarta-feira, causou revolta na comunidade, em especial nos associados das sociedades e clubes de tiro. O ex-prefeito Antídio Lunelli também publicou nas redes sociais uma dura nota contra a publicação do ex-deputado do Psol.

Wyllys publicou o cartaz da edição deste ano afirmando que ele é baseado na “estética da propaganda nazista alemã” e que a festa de atiradores seria realizada “em região do Brasil para onde fugiram muitos dos nazistas alemães para não pagarem por seus crimes”.

Na mesma data, o Município de Jaraguá do Sul lançou nota em que “lamenta profundamente a manifestação preconceituosa do ex-deputado federal Jean Wyllys, em rede social, sobre a Schützenfest, uma das festas mais tradicionais da nossa região. Manifestação esta, certamente, por não conhecer a festa ou não ter interesse em buscar informações sobre as tradições trazidas pelos colonizadores, enfatizando a gastronomia, a música, a dança, mantidas com muito esforço pelos membros das Sociedades de Tiro do Vale do Itapocu e Prefeitura de Jaraguá do Sul”.

E prossegue: “A Schützenfest é um orgulho cultural para a nossa cidade e para o Estado de Santa Catarina, reunindo milhares de famílias todos os anos, que festejam a cultura germânica.  Ao se manifestar preconceituosamente contra a festa o ex-parlamentar baiano tenta desonrar uma das regiões mais prósperas de Santa Catarina e do Sul do Brasil, onde os índices de segurança e qualidade de vida estão entre os maiores do País, sendo exemplo para toda a Nação”.

“A Schützenfest continuará sendo nosso patrimônio e orgulho cultural”, encerra a nota oficial.

Secretaria de Cultura repudia a agressão de Wyllys nas redes sociais

A Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer, por meio da titular Natália Lúcia Petry, também lançou nota de repúdio ante a agressão à Schützenfest e ao povo jaraguaense pelo ex-deputado federal baiano, Jean Wyllys. “Não é só lamentável, mas também triste, ver que um cidadão que se diz jornalista, doutorando em Ciência Política por Universidade europeia e que ocupa o cargo de professor na Universidade Federal da Bahia, desconheça o princípio básico da ética, qual seja o de conhecer o mínimo sobre o assunto ou fato, antes de emitir um comentário”.

“Desconhece ele que os colonos alemães que desbravaram essas terras e trouxeram a tradição das sociedades de tiro, as danças e culinária típicas, aqui chegaram em 1906, ou seja, quarenta anos antes do triste episódio da 2ª Guerra Mundial. Adolf Hitler, símbolo maior do nazismo, sequer era alemão, mas um austríaco nascido na cidade de Braunnau am Inn”, escreveu a secretária Natália.

Ela acrescentou que “a estética da Schûtzenfest, a tradição das Sociedades de Tiro, a culinária, os trajes típicos da nossa festa, seguem a estética puramente alemã, da qual nos enchemos de orgulho. Orgulhosos também somos, por provarmos para o Brasil e para o mundo, que uma cidade que tem a maior festa de atiradores fora da Alemanha, também ostenta o título de uma das cidades mais seguras do país”.

A secretária disse que isso nada tem a ver com a roupa ou com a estética de um cartaz que divulga nossa maior festa típica, comemorada há mais de 30 anos. Tem a ver com o caráter de um povo ordeiro, trabalhador e que honra suas tradições.

“Um povo sem os alicerces da sua história e da sua tradição, é comparável à construção sem alicerce. E assim sendo, a Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer repudia o comentário descabido feito por um cidadão desprovido de qualquer conhecimento sobre o assunto”

Foto: Divulgação.

Nota da Câmara deplora as declarações do ex-deputado

A Câmara Municipal de Jaraguá do Sul também manifestou sua indignação e repúdio às declarações ofensivas, inverídicas e discriminatórias publicadas no perfil do Twitter do ex-deputado Jean Wyllys, que fazem referência à Schützenfest, a maior festa de atiradores do Brasil, tradicionalmente realizada na nossa cidade.

“Capitaneada por uma Comissão Organizadora extremamente competente e qualificada, a Schützenfest conta atualmente com a participação de 17 sociedades de tiro, desvinculadas de qualquer ideologia política. Trata-se, portanto, de um grande evento social, voltado ao entretenimento familiar, que recebe, a cada edição, um número maior de visitantes, brasileiros e estrangeiros, de todas as etnias, raças e preferências políticas, sem qualquer distinção”, diz a abertura da nota.

Adiante, cita que “afirmações mentirosas como esta midiaticamente veiculadas pelo ex-deputado, que pretendem associar a imagem e a conduta do povo jaraguaense aos nazistas alemães refugiados, provedores de injustiças e violência, merecem ser veementemente repudiadas por toda sociedade”.

“Jaraguá do Sul é destaque em segurança pública, em cordialidade e educação – educação aqui trazida no mais amplo sentido da palavra. Seu povo ordeiro e trabalhador, não faz por merecer tamanho desrespeito de alguém que, possivelmente, por aqui nunca esteve. Estamos atentos aos acontecimentos e seremos intolerantes a práticas como esta, pois enquanto representantes dos interesses da população, temos o dever de zelar pelo bem-estar e pela reputação de todos os jaraguaenses”, conclui.

Banco de imagens/JDV.

Quer saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região primeiro? CLIQUE AQUI e participe do nosso grupo de WhatsApp!

Notícias relacionadas

x