Jaraguá

Testes rápidos de Sífilis disponíveis em todas as unidades de saúde em Jaraguá

Sábado foi o Dia Nacional de Combate à Sífilis e à Sífilis Congênita. Em Jaraguá do Sul, houve um aumento considerável de detecção de casos de sífilis no ano de 2015

22/10/2020

Por

Testes rápidos  de Sífilis disponíveis em todas as unidades de saúde em Jaraguá

Testes rápidos disponíveis em todas as unidades de saúde

Os testes rápidos foram fundamentais para a redução de casos. Eles são práticos, de fácil execução e são disponibilizados pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Ele detecta a sífilis mesmo que a doença tenha sido adquirida há muitos anos, possibilitando assim que o tratamento seja realizado a tempo de evitar o surgimento dos sintomas mais graves. No município de Jaraguá do Sul, todas as Unidades Básicas de Saúde realizam o teste rápido de sífilis, que fica pronto em poucos minutos. Além das Unidades de Saúde, o município conta com um Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA), localizado na Rua Jorge Czerniewicz, nº 800, no Bairro Czerniewicz (piso superior do Pama I), com demanda livre para realização de testes rápidos.

O terceiro sábado do mês de outubro é marcado pelo Dia Nacional de Combate à Sífilis e à Sífilis Congênita, uma Infecção Sexualmente Transmissível (IST) que pode ser prevenida com o uso da camisinha em todas as relações sexuais. Apesar das taxas de infecção terem sofrido uma queda entre os anos de 2018 e 2019 em Santa Catarina, a sífilis ainda é um grande problema de saúde pública e quando a infecção é adquirida antes ou durante a gravidez é ainda mais preocupante.

A sífilis é uma infecção que, na grande maioria das vezes, é assintomática, ou seja, a pessoa não sabe que tem e continua transmitindo. A infecção pode se manifestar como uma ferida nos órgãos genitais e ínguas (gânglios) nas virilhas, que desaparecem espontaneamente e podem passar despercebidas. A melhor maneira de fazer o diagnóstico é por meio do teste rápido, que são testes realizados nas Unidades Básicas de Saúde (UBS), de maneira gratuita, o resultado sai em aproximadamente 30 minutos.

Em Santa Catarina, segundo levantamento da DIVE/SC, a taxa de incidência de sífilis congênita, no bebê, passou de 6,9 em 2018, para 6,0 casos por mil nascidos vivos em 2019. Em gestantes, caiu de 24,7 casos por mil nascidos vivos em 2018 para 21,5 em 2019. Já a taxa de detecção de sífilis adquirida passou de 175 casos por 100.000 habitantes em 2018 para 151,9 casos em 2019.

 

Ações em Jaraguá do Sul reduziram as notificações de casos

Sábado foi o Dia Nacional de Combate à Sífilis e à Sífilis Congênita. Em Jaraguá do Sul, houve um aumento considerável de detecção de casos de sífilis no ano de 2015, o que motivou as Diretorias de Vigilância em Saúde e de Atenção Básica construírem e implantarem, no ano seguinte, os primeiros protocolos municipais do manejo da sífilis e de testagem rápida na Atenção Básica.

Entre outras ações, houve a capacitação dos profissionais da saúde com a promoção do curso de “Abordagem Sindrômica das Infecções Sexualmente Transmissíveis”, a organização da logística da distribuição dos testes rápidos, a oferta e realização do Teste Rápido nas Unidades de Saúde, bem como a descentralização do atendimento aos pacientes diagnosticados com sífilis e a aplicação da penicilina na Atenção Básica.

Além disso, foram realizadas mais ações, como a mobilização de testagem rápida em shopping, praças, empresas, escolas técnicas e faculdades. Nos anos subsequentes, observou-se uma queda na quantidade de casos notificados de sífilis adquirida, que passou de 291 em 2015 para 178, em 2018, resultando em um percentual de queda de 40%.

Em relação à quantidade de casos de sífilis em gestante, foram notificados 53 casos em 2015, e 24 em 2018, resultando em um percentual de queda de 55%. A quantidade de casos de sífilis congênita passou de 22 casos em 2015 para um, em 2018, numa queda de mais de 95%. Em 2018 foram 2.353 nascimentos de residentes de Jaraguá do Sul para um caso de sífilis congênita registrado no município.

Em 2019 foram notificados 190 casos de sífilis adquirida, 10 casos de sífilis em gestante e nenhum caso de sífilis congênita.

 

 

Notícias relacionadas

x