Corupá

Três Associações de Municípios debatem a região metropolitana

A Região Metropolitana existente abrange hoje os 26 municípios associados à Amunesc, Amvali e Amplanorte

27/04/2021

Por

Jornalista apaixonada por cultura e segurança pública

Três Associações de Municípios debatem a região metropolitana

O tema região metropolitana foi mais uma vez pauta de reunião na Amunesc. Desta vez representantes da Amvali e da Amplanorte também se uniram na discussão da proposta, cujo principal objetivo é reconfigurar a área de abrangência da divisão territorial. O encontro realizado na manhã de sexta-feira (23) teve como objetivo aproximar as associações pela integração em torno da pauta.

Leia mais

A Região Metropolitana existente abrange hoje os 26 municípios associados à Amunesc, Amvali e Amplanorte. A proposta em trâmite na Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc) pede a reconfiguração da área, que passaria a contar somente com os nove municípios integrantes da Amunesc. Como a mudança interessa as demais entidades, a reunião teve participação dos presidentes e executivos das Associações.

O presidente da Amunesc e prefeito de Garuva, Rodrigo Adriany David, explica que as entidades devem estruturar suas decisões com base em estudos técnicos: “nós já fizemos uma aproximação com a Agência Francesa de Desenvolvimento, através da Companhia Águas de Joinville, e demonstramos interesse em análises sobre os impactos dessa proposta. Precisamos entender o contexto de forma objetiva, e é necessário que cada associação também busque conhecer as implicações que estas mudanças provocarão”, disse.

Clézio José Fortunato, presidente da Associação dos Municípios do Vale do Itapocu (Amvali) e prefeito de São João do Itaperiú, acompanhou a reunião e ratificou a preocupação em subsidiar tecnicamente a revisão da região metropolitana. “Vamos buscar embasamento para que os municípios se organizem e enriqueçam esse debate, pra que não fique só na discussão política, afirmou.

A diretora executiva da Amvali, Juliana Demarchi, coordena o grupo de executivos de associações do estado. Ela vai liderar uma mobilização junto à secretaria de Desenvolvimento Social (SDS). Para o secretário executivo da Amplanorte, Hélio Daniel Costa, a hora é de articulação.

“Essa é uma discussão antiga, a gente sabe que a região metropolitana já existe, mas que em efeitos práticos não se converte em nada. Precisamos avançar”, concluiu. 

A reunião também contou com a participação do prefeito de Joinville e 1° vice-presidente da Amunesc, Adriano Silva, do diretor-presidente da Companhia Águas de Joinville, Giancarlo Schneider, do diretor do Consórcio Intermunicipal de Gestão Pública Vale do Itapocu (Cigamvali), Fabiano Spézia, e do vereador Lucas Souza, de Joinville.

Amvali quer Jaraguá e Guaramirim

De acordo com a executiva da Amvali, Juliana Horongozo Demarchi, a questão é para separar as regiões metropolitanas conforme sua Associação de Municípios, de modo a colocar Jaraguá do Sul e Guaramirim como núcleos e não ficar com Joinville e Araquari como definido atualmente e também para que não se crie mais uma entidade paralela e sim, utilizar a infraestrutura já existente das Associações e Consórcios.

As principais pautas a serem discutidas, caso a região metropolitana seja aprovada são o transporte público, saneamento básico e o setor imobiliário, com a alteração do ordenamento territorial dos municípios participantes.

Quer saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região primeiro? CLIQUE AQUI e participe do nosso grupo de WhatsApp!

Notícias relacionadas

x