Geral

Veleiro Kat, da Família Schurmann, tem soluções sustentáveis WEG

Deixar o veleiro Kat ainda mais eficiente e sustentável foi a grande missão da WEG na expedição Voz dos Oceanos

11/05/2022

Por

Veleiro Kat, da Família Schurmann, tem soluções sustentáveis WEG

Voz dos Oceanos

Deixar o veleiro Kat ainda mais eficiente e sustentável foi a grande missão da WEG na expedição Voz dos Oceanos, movimento mundial de sensibilização e combate ao lixo nos mares, principalmente, o plástico de uso único, idealizado e liderado pela Família Schurmann. A embarcação, que iniciou viagem há sete meses e acaba de chegar em seu primeiro destino internacional (Ilhas Virgens Britânicas), está mais autosuficiente e vai percorrer cerca de 65 destinos no Brasil e no mundo utilizando fontes de energias renováveis, como eólica, hídrica e solar.

Toda a tecnologia de gestão, armazenamento em baterias de lítio, distribuição e monitoração remota do sistema de energia foi desenvolvida e instalada pela WEG, bem como as tintas que protegem a embarcação contra bioincrustação.

Construído há sete anos, o veleiro Kat, que já participou de expedições anteriores, recebeu uma central de energia da WEG que ampliou de 75% para 100% a captação de energia limpa do barco. “Essa central de energia sempre foi o sonho de qualquer navegador e, agora no veleiro Kat, nós temos o controle total de energia dentro do barco”, explica Vilfredo Schurmann, capitão da embarcação.

Além de um sistema de pás para recolher energia dos ventos, o veleiro Kat também conta com painéis solares e hidrogeradores da WEG, que reduzem o uso de combustíveis fósseis e a emissão de gases do efeito estufa.

Tintas especiais protegem o casco e a estrutura do famoso veleiro

Outra grande preocupação da Família Schumann sempre foi garantir a preservação da vida marinha. Não só na Voz dos Oceanos, mas desde a Expedição Oriente, as Tintas WEG protegem a embarcação. Em 2021, antes da viagem, os técnicos da WEG se reuniram novamente com a tripulação para pensar em soluções que resolvessem desafios comuns na velejada, como incrustação de pequenos elementos marinhos como plantas, algas e animais que se instalam no casco do barco e causam danos nas estruturas abaixo da linha d’água, provocando muitos prejuízos econômicos, e até mesmo aumento no consumo de combustível.

“Precisamos ter uma tinta muito resistente porque nós vamos passar por lugares frios e lugares na linha do Equador muito quentes”, esclarece o capitão. A opção então foi proteger a embarcação com a tinta anti-incrustante da WEG, especialmente desenvolvida para uso em embarcações, que asseguram longa performance, grande economia de combustível e o mais importante: não agridem a vida marinha.

Vale acrescentar que, além de todas as inovações e soluções sustentáveis presentes no veleiro Kat, Voz dos Oceanos adota medidas capazes de neutralizar a emissão de carbono. Em parceria com a StarBoard, já estão sendo calculadas as emissões geradas para serem neutralizadas com o plantio de espécies típicas de manguezais que integram o ecossistema costeiro.

Objetivo da viagem é testemunhar e registrar a poluição dos oceanos

A expedição Voz dos Oceanos tem o intuito de testemunhar, registrar e sensibilizar a população mundial a respeito da poluição dos oceanos, causada especialmente por detritos plásticos e, enquanto navega, buscar soluções inovadoras para combater esse problema.

A viagem começou em agosto de 2021 e possui apoio do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA).

A bordo do veleiro Kat, liderado pela Família Schurmann, os tripulantes visitarão 60 destinos durante 2 anos, entre eles, 11 cidades brasileiras. Diferente das expedições passadas, desta vez, a viagem está sendo registrada pelas redes sociais, aumentando ainda mais o alcance para falar sobre a necessidade de ações urgentes para a preservação das águas.

Nos últimos 37 anos, a família Schurmann realizou três voltas ao mundo a bordo de veleiros. Nessas viagens, a família constatou de perto que os oceanos estão sofrendo mudanças severas devido ao aumento da poluição.

Um estudo global publicado na revista científica Nature Sustainability em junho de 2021 revelou que 80% do lixo encontrado nos oceanos é composto por plástico, em sua maioria, sacolas e garrafas.

Para se ter uma ideia da gravidade disso, pelo menos 11 milhões de toneladas de plástico entram em nossos mares anualmente – o equivalente a um caminhão de lixo sendo despejado nos oceanos a cada minuto.

Como consequência disso, a vida marinha sofre diariamente. Animais como tartarugas, baleias e aves marinhas morrem devido à ingestão de plásticos e microplásticos.

O tema é tão urgente que a ONU definiu o período de 2021 a 2030 como a Década da Ciência Oceânica para o Desenvolvimento Sustentável.

Foto: Reprodução.

Tripulação da expedição conta com jaraguaense que cria conteúdo digital

A iniciativa Voz dos Oceanos conta o apoio do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA) como parte da Campanha Mares Limpos e tem como objetivo aumentar a sensibilização sobre a poluição por plásticos e microplásticos, bem como encontrar soluções inovadoras a bordo do veleiro Kat, que zarpou no Sul do Brasil com previsão de terminar sua rota na Nova Zelândia em 2023.

O movimento é coletivo. A Família Schurmann envolve nesta jornada cientistas, educadores, ambientalistas, empreendedores, empresas, influenciadores, formadores de opinião, ONGs, gestores públicos e sociedade civil com ações de empreendedorismo e educação.

A bordo do veleiro Kat, estão: Vilfredo Schurmann (capitão), Heloisa Schurmann (pesquisadora), Wilhelm Schurmann (skipper), Erika Ternex (chef de cozinha), Carmina Reñones (assistente de câmera), Alan Schvarsberg (diretor de fotografia) e o jaraguaense Jeferson França (criador de conteúdo digital).

Desta vez, a tripulação está registrando e compartilhando em suas redes toda sua viagem e as ações pelo caminho. Graças à evolução da tecnologia, todos podemos acompanhar o dia a dia da expedição pelos 60 destinos nacionais e internacionais nestes dois anos pelos mares.

Quer saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região primeiro? CLIQUE AQUI e participe do nosso grupo de WhatsApp!

Notícias relacionadas

x