Estadual

[VÍDEO] Jaraguá do Sul faz parte do Corredor Elétrico catarinense inaugurado pela Celesc

O corredor elétrico conta com estações rápidas e semirrápidas

01/07/2022

Por

Jornalista apaixonada por cultura e segurança pública

[VÍDEO] Jaraguá do Sul faz parte do Corredor Elétrico catarinense inaugurado pela Celesc

Secom

A Celesc e o governo de Santa Catarina, em parceria com a fundação Certi, lançaram na última quarta-feira (28), o Corredor Elétrico catarinense. 

São 1.500 quilômetros de rotas eletrificadas, um dos maiores corredores do Brasil, com 29 estações de recarga instaladas de norte a sul, de leste a oeste, interligando os estados do Sul via BR-101. 

Entre as cidades que fazem parte desse corredor, está Jaraguá do Sul. De acordo com o governo, o projeto conta com R$ 7,1 milhões em investimento da Celesc e cerca de R$ 200 mil de parceiros selecionados por chamada pública. 

“Essa iniciativa da Celesc mostra que é possível incentivarmos as pessoas optarem por uma alternativa de menor impacto, ruído e poluição. Também é uma escolha mais econômica, porque Santa Catarina e Brasil produzem energia limpa, a partir de fontes renováveis”, observou o governador Carlos Moisés. 

Para o presidente da Celesc, Cleicio Poleto Martins, o corredor elétrico é um importante marco, que coloca Santa Catarina na vanguarda do setor elétrico. 

Atualmente, em todas as estações de recarga no Estado, estão disponíveis cerca de 60 plugs para uso. 

O corredor elétrico conta com estações rápidas e semirrápidas. A diferença entre elas é o tempo de duração, visto que as semirrápidas disponibilizaram baixa potência e são usadas para recargas públicas em centros urbanos, enquanto as rápidas proporcionam alta potência e são capazes de realizar recargas em até 40 minutos. A que está em Jaraguá do Sul é semirrápida. 

Seleção dos locais para instalação de recargas 

Com exceção do Espaço Mobilidade, instalado na SC-401, em Florianópolis, todos os locais parceiros onde estão instaladas as estações de recargas foram selecionados via chamada pública. 

Entre as atribuições dos parceiros selecionados estão a disponibilização de uma vaga exclusiva para veículos elétricos; horário de funcionamento mínimo entre 8h e 22h; restaurante ou lanchonete aberto durante todo o horário de funcionamento; sanitários em ótimo estado de conservação; acessibilidade às áreas comuns do local e à estação para deficientes físicos; acesso de ambos os sentidos da rodovia adjacente; em caso de via duplicada, o retorno deve estar situado no máximo a 2,5 km do local; disponibilização de Wi-Fi ao público.

Futuramente o acordo entre a Celesc, a fundação Certi e os parceiros prevê a monetização e exploração comercial dos ativos, alinhadas às regras contratuais. 

A Celesc diz, que neste momento, avalia a contratação de um novo projeto de P&D para aumentar o número deste tipo de estação. Ainda não há previsão de lançamento.

Quer saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região primeiro? CLIQUE AQUI e participe do nosso grupo de WhatsApp! 

 

Notícias relacionadas

x