Estadual

Agentes da Polícia Civil cumprem mandado de prisão em Guaramirim durante Operação Maserati

A Operação foi deflagrada na manhã desta quinta-feira

25/02/2021

Por

Jornalista apaixonada por cultura e segurança pública

Agentes da Polícia Civil cumprem mandado de prisão em Guaramirim durante Operação Maserati

Na manhã desta quinta-feira (25), foi deflagrada uma megaoperação contra a facção criminosa. A ação aconteceu em 45 cidades e seis estados do Brasil, entre eles, Santa Catarina. 

A operação, coordenado pelo Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco) batizada de Maresati, referência a um automóvel, contou com cerca de 400 policiais civil, militar e rodoviários federais catarinenses, além de agentes do Instituto Geral de Perícias (IGP) e agentes do Departamento de Administração Prisional (Deap).

Leia mais

Conforme o Gaeco, a investigação durou cerca de nove meses e começou em São Miguel do Oeste. De acordo com o promotor da 2ª Vara Criminal do município, Marcelo Marcos, todos os 142 mandados de busca expedidos foram cumpridos em 45 cidades, além de 120 prisões, entre elas Guaramirim, Joinville e Blumenau. 

“O grupo tinha o objetivo de tomar as cidades menores e ir se fortalecendo para se expandir as cidades maiores, cujo objetivo era tomar todo o estado de Santa Catarina”, disse o delegado da Delegacia de Polícia Civil de São Miguel do Oeste, Eduardo Francisco de Marcos. 

Os criminosos, atuavam de 27 estados brasileiros e 28 países. Os mandados foram cumpridos também em São Paulo, Paraná, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais e Rio Grande do Sul. 

Segundo o delegado da Polícia Civil de Santa Catarina, Paulo Koerich, além do tráfico de drogas, foi apurado que a organização é responsável por 11 homicídios, quatro tentativas de homicídio, um sequestro que aconteceu em Joinville e vários roubos. Algumas dessas ocorrências já foram solucionadas e os responsáveis presos. 

O Gaeco montou um laboratório pericial em São Miguel do Oeste, onde agentes devem ficar na cidade nos próximos dias para concluir os laudos periciais, que serão entregues ao Ministério Público. O relatório da operação tem mais de 2.200 páginas e foi dividido em capítulos.

Quer saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região primeiro? CLIQUE AQUI e participe do nosso grupo de WhatsApp!

Notícias relacionadas

x