Esportes

Atletismo: Campeãs brasileiras sub-18, jaraguaenses destacam a união e o trabalho em equipe

Juntas há cinco anos, as atletas estavam confiantes e acreditavam no potencial do quarteto para conquistar o ouro; assista a prova completa

16/08/2023

Por

Sou Felipe Junior, jornalista formado, na Universidade Regional de Blumenau (Furb), pós-graduado em Jornalismo Esportivo e Multimídias, na Anhembi Morumbi, em São Paulo.

No último fim de semana, a equipe da Associação Pratica de Atletismo (APA/Secel) de Jaraguá do Sul conquistou o ouro no revezamento 4×100 no Campeonato Brasileiro sub-18, que aconteceu na cidade de Aracaju, no Sergipe.

As quatro atletas responsáveis por essa conquista foram: Carolina Menel Lopes, Kellin Luana Fischer, Pabula Gabriele Karsten e Rafaela Stinghen Neri. Juntas há aproximadamente cinco anos, elas colecionam títulos em vários torneios estaduais e nacionais.

“Corremos desde 2018 juntas, somos pentacampeãs estaduais e recordistas, já havíamos conquistado um título de campeãs nacionais, em 2021. Estávamos confiantes para repetir o feito e confirmar o favoritismo”, afirmou Pabula.

“Foi uma prova muito emocionante e acirrada, ganhá-la foi uma felicidade imensa, estamos muito felizes e gratas.” completou. Kellin Fischer trouxe sua expectativa e o sentimento após o título brasileiro da categoria.

Rafaela, Kellin, Pabula e Carolina. | Foto: Atletismo Brasil

“O revezamento 4x100m é uma prova muito disputada dentro do atletismo, é bastante técnica. Minhas expectativas estavam bem grandes em relação a essa prova, pois já havíamos sido campeãs do revezamento 4x75m (2021)”, declarou.

“Sabíamos do nosso potencial para levar este título novamente. Ficamos muito felizes com a conquista, todas nós treinamos muito para que isso acontecesse”, comentou Kellin. Para Rafaela, a prova foi muito emocionante e disputada.

“Estávamos competindo com outras equipes fortes que também tem bom desempenho, a prova foi disputa do início ao fim. Eu esperava que iriamos pro pódio, pois treinamos juntas e temos bons resultados há muito tempo”, acrescentou.

Rafaela, Kellin, Pabula e Carolina. | Foto: Atletismo Brasil

“Não tenho palavras pra expressar o que sentimos ao ficar em primeiro lugar, foi incrível! Ganhar um campeonato brasileiro e representar bem a minha equipe e minha cidade, é a prova que estamos sendo bem instruídas pelos nossos técnicos e juntos fazendo um bom trabalho”, destacou Rafaela.

Para fechar, Carolina lembrou que a jornada começou há bastante tempo, muitos treinos e competições juntas. “Estamos bem acostumadas com nossas passagens de bastão e temos segurança em relação a isso. A prova ocorreu da melhor forma possível naquele momento, todas as trocas aconteceram como deveriam acontecer”, recordou.

“Estávamos muito confiantes, tínhamos noção da nossa capacidade e isso deixou tudo mais complexo, de uma forma predominantemente positiva, era como se o título estivesse em nossas mãos. Então, se tivesse acontecido algo de errado, seria extremamente frustrante”, assegurou Carolina.

Comemoração jaraguaense. | Foto: Atletismo Brasil

“Quando vimos a Kellin cruzar a linha na primeira posição e que havia acontecido tudo certo, o sentimento foi sem dúvida de alívio, toda a tensão foi embora, dando espaço para uma enorme alegria”, testemunhou a atleta jaraguaense. Com a medalha de ouro, um filme passou na cabeça das jovens.

“O sentimento de subir ao pódio como campeãs nacionais é único. A cabeça ficou em um turbilhão de memórias sobre tudo o que foi feito para chegar até aquele momento, os dias de treino individual, dias de treino em equipe, para aprimorar nossos tempos de troca de bastão, ajustar a sincronia e superar limites pessoais, tudo se materializou na pista naquele momento”, relembrou.

“Cruzar a linha de chegada como campeãs representou uma conquista para nós e também para nossos treinadores, equipe e todos que torceram e nos apoiaram, oportunizando toda essa infraestrutura de uma forma geral. Nossos técnicos, Cleberson e Ezequiel, sempre nos falaram que “não somos capazes de controlar o resultado, apenas o esforço pessoal”. Na prática, obtivemos a prova real disso”, finalizou Carolina.

Classificação geral

O atletismo de Jaraguá do Sul mostrou novamente sua força dentro do país. A APA/Secel garantiu a terceira colocação geral do Campeonato Brasileiro sub-18. Com duas medalhas de ouro, duas de prata e uma de bronze, a APA levou apenas 10 atletas e somou 78 pontos, dois a menos que a vice-campeã Orcampi, de Campinas, no interior de São Paulo. A AD Centro Olímpico, de São Paulo, ficou com o título, com 174 pontos.

Principais resultados dos jaraguaenses:

Revezamento 4x100m – ouro com Pabula/Carolina/Rafaela/Kellin;

Paulo Henrique Pedroso Batista – ouro nos 200m rasos e bronze 110m com barreiras;

Rafaela Stinghen Neri – prata salto com vara;

Kauan Lima Batista – prata salto com vara;

William Moacir Pereira – 5º lançamento do martelo;

Lucas Pereira da Silva – 5º lançamento do disco;

João Victor Alves – 5º salto com vara;

Kellin Luana Fischer – 6º 100m rasos.

Vídeo: No pódio geral, APA/Secel é terceira colocada no Brasileiro de Atletismo sub-18

Futebol: Cristiano Ronaldo é o primeiro a passar de 600 milhões de seguidores no Instagram

Quer saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região primeiro? CLIQUE AQUI e participe do nosso grupo de WhatsApp

Notícias relacionadas

x