Jaraguá do Sul

Bienal Internacional do Livro de Jaraguá tem programação divulgada

A Bienal Internacional do Livro de Jaraguá do Sul conta com apoio da Associação Empresarial de Jaraguá do Sul (Acijs) e da Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer de Jaraguá do Sul.

26/09/2023

Por

Estudante da 5ª fase de Design, curiosa por natureza e apaixonada pelo que faz.

A organização da Bienal Internacional do Livro de Jaraguá do Sul já confirmou a programação. Com o tema “Como viver junto”, o evento terá a participação de autores húngaros, além de uma agenda de atrações nacionais. A programação acontece de 19 a 29 de outubro, no Centro Cultural Scar e Centro Empresarial (Cejas). A entrada é sem custo.

O país homenageado desta primeira edição é a Hungria, e o autor reverenciado é Sandor Lenard, húngaro que viveu seus últimos anos, no interior de Santa Catarina. A homenagem é pautada na relação da cidade com o país e no potencial literário da nação. Jaraguá do Sul tem aproximadamente 15 mil descendentes húngaros, e um consulado honorário. 

O povo húngaro em Jaraguá do Sul é o único verdadeiramente imigrante do município. As demais etnias são colonizadoras. Entre os demais destaques da Bienal Internacional do Livro de Jaraguá do Sul estão atrações internacionais como Krisztina Tóth, a multipremiada e principal autora húngara da nova geração, com mais de 30 livros publicados, e o sociólogo húngaro András Szántó, um dos mais importantes consultores em arte e museus do mundo, autor de “O futuro do museu”, que vem direto de Nova Iorque para uma palestra exclusiva. 

Além deles, a programação conta com grandes escritores nacionais, como Christian Dunker, Nuno Ramos, Natália Timerman, Alê Garcia, Carolina Casarin, Martha Gabriel, Nathália Rodrigues (Nath Finanças), Clarice Costa Martins, Zsuzsanna Spiry e os catarinenses Ieda Magri, Michelli Provensi, Fernando Boppré e Sidnei Marcelo Lopes. 

Temas como arte, modernismo, curadoria, inteligência artificial, planejamento financeiro, negritude e saúde mental estarão em pauta nos encontros. Haverá ainda apresentações teatrais e de música, contação de história, lançamentos e vendas de livros, entre outros eventos que celebram a cultura.

Segundo o coordenador geral, João Chiodini, o tema “Como viver junto” segue ainda a proposta de conexão entre a cultura e o empreendedorismo, duas características representativas de Jaraguá do Sul. A inspiração vem do filósofo francês Roland Barthes, que apresentou o tema em uma série de conferências no Collège de France, em 1976-1977.

A Bienal Internacional do Livro de Jaraguá do Sul conta com apoio da Associação Empresarial de Jaraguá do Sul (Acijs) e da Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer de Jaraguá do Sul. A organização é do núcleo de Design Cinema e Literatura da Scar – Sociedade Cultura Artística.

 

Quer saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região primeiro? Participe do nosso grupo de WhatsApp ou Telegram!

Siga nosso canal no youtube também @JDVDigital

Notícias relacionadas

x