Guaramirim

Chiodini renuncia e Osvaldo Devigili assume a titularidade de fato e de direito

A carta de renúncia foi lida na sessão de terça-feira, na Câmara de Vereadores

24/08/2023

Por

Estudante da 5ª fase de Design, curiosa por natureza e apaixonada pelo que faz.

Luís Antônio Chiodini, por meio de seus advogados, protocolou pedido de renúncia do cargo de prefeito de Guaramirim na tarde de terça-feira, dia 22, na Câmara de Vereadores. Na carta de renúncia, o prefeito fala em dar “tranquilidade aos trabalhos no município” e que tem plena “confiança na capacidade” de gestão do prefeito em exercício, Osvaldo Devigili. 

A carta de renúncia foi lida na sessão de terça-feira, na Câmara de Vereadores, durante o expediente, e na manhã de ontem, (23), o prefeito Osvaldo Devigili assinou o termo de posse e permanece até o final do mandato, em dezembro de 2024.

Chiodini protocolou seu pedido de renúncia ao cargo de prefeito na tarde de terça-feira (22) na Câmara Municipal. Ele exerceu a função entre os anos de 2017 e 2023, em dois mandatos. Em curto texto, o agora ex-prefeito disse que “ciente da capacidade do nosso vice-prefeito Osvaldo Devigili, e registrando também o comprometimento da Câmara de Vereadores, parceira de longa data no atendimento às demandas da população, peço a renúncia”.

O prefeito Osvaldo, que ocupava interinamente a chefia do Executivo desde o início das férias de Chiodini, antes mesmo de sua prisão na Operação Mensageiro, disse que seguirá trabalhando fortemente para a população guaramirense. 

“Não é o cenário ideal, lamento o contexto. Reafirmo meu compromisso com a população que me elegeu como vice-prefeito e agora como prefeito. Vou continuar dando meu máximo para seguir realizando entregas em todas as áreas e melhorando ainda mais a cidade de Guaramirim”, declarou.

 

Quer saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região primeiro? Participe do nosso grupo de WhatsApp ou Telegram!

Siga nosso canal no youtube também @JDVDigital

Notícias relacionadas

x