Colunas

Coluna: A criação do 7 de setembro

Na coluna de hoje, trago como recordação as bandas marciais e as fanfarras nos desfiles cívicos de 7 de setembro.

08/09/2021

Por

Professor Pesquisador, Mestre em Educação, Especialista em Planejamento Educacional e Docência do Ensino Superior, Historiador e Pedagogo. Entusiasta da Educação

Coluna: A criação do 7 de setembro

 7 de setembro

O Dia da Independência é um feriado nacional do Brasil celebrado no dia 7 de setembro de cada ano. A data comemora a Declaração de Independência do Brasil do Império Português no dia 7 de setembro de 1822

O grito do Ipiranga

A independência do Brasil aconteceu em 1822, quando, segundo nossa história oficial, Pedro de Alcântara  deu o “grito da independência”. Nossa história conta que ocorreu às margens do Rio Ipiranga, no dia 7 de setembro de 1822. Com a independência do Brasil declarada, o país transformou-se em uma monarquia com a coroação de D. Pedro I. O país deixou de ser colonia de Portugal.

A comemoração do 7 de setembro

O deputado federal, pela Liga Eleitoral Católica (LEC), Luís Cavalcante Sucupira, apresentou à Câmara dos Deputados, em setembro de 1934, o projeto de lei que instituía o dia 7 de setembro como dia da pátria. Aprovado por unanimidade foi transformado no Decreto n° 7 de 20 de novembro de 1934.

Desfile em Jaraguá do Sul – 1953

Como comemoramos em nossa cidade

As comemorações de 7 setembro ocorrem com os desfiles cívicos pelo país. Nessa comemoração a sociedade apresenta suas particularidades, cheio de orgulho saem para desfilar.

As escolas sempre presentes nos desfiles.

As fanfarras

Uma das características nas apresentações do 7 de setembro são as fanfarras. Os desfiles sempre marcados pelas apresentações militares e sociedade civil. É um encontro comemorativo para celebrar o desenvolvimento da comunidade, em todos os seus aspectos.

 

Notícias relacionadas

x