Colunas

Coluna: A volta dos radares

Na região, um dos radares ficava próximo à localidade de 13 de Maio, em Massaranduba.

22/09/2021

Por

Nascido em Blumenau, 70 anos, 55 de profissão, incluindo passagens pelo rádio. E em jornais diários como A Notícia (Joinville), Jornal de Santa Catarina (Blumenau) e O Correio do Povo (Jaraguá do Sul)

Coluna: A volta dos radares

Divulgação

Comando da Polícia Rodoviária Estadual conversa com a Secretaria da Infraestrutura para a volta dos radares fixos em pontos perigosos de rodovias estaduais, pelo excesso de velocidade praticado por muitos motoristas.

Lei aprovada pela Assembleia Legislativa em 2012 proibiu os radares fixos que destinavam um percentual arrecadado sobre o valor das multas para a empresa concessionária.

Os equipamentos não estavam auferidos pelo Inmetro. Na região, um dos radares ficava próximo à localidade de 13 de Maio, em Massaranduba. A PRE, hoje, opera com 29 radares móveis nos 24 postos de monitoramento.

A favor e contra

Vice-líder do governo no Senado e amigo pessoal do presidente Jair Bolsonaro e família, ironicamente o senador Jorginho Mello (PL), na condição de pré-candidato a governador, se vê obrigado a criticar o governo federal pela falta de recursos em investimentos, principalmente em infraestrutura rodoviária (e isso é histórico), na contrapartida dos impostos que arrecada em solo catarinense. SC é o quinto estado que mais carreia impostos para Brasília. Mas, a política é assim mesmo. Uma vela para o santo e outra para o diabo.

Governadores x Bolsonaro

Governador Carlos Moisés (sem partido) não assinou manifesto de 20 governadores desmentindo afirmações do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) de que o ICMS é a principal razão do alto custo dos combustíveis, principalmente a gasolina. Que em 12 meses aumentou 40%. Dizem, todos, que nenhum Estado reajustou o imposto.

Precisa desenhar?

Verdade. Só que à razão que o preço do litro sobe, sobe também o preço final nas bombas, embora o percentual incidente seja o mesmo. A conta de energia elétrica é um exemplo.

Quanto maior o consumo, mais caro fica o ICMS. E o mesmo com a taxa de iluminação pública. Mas, e por que não abrem mão de parte desta receita? Porque cofre cheio dá obras. E votos!

Lula em Santa Catarina

Ainda não há uma data definida, mas o roteiro que o ex-presidente Lula da Silva (PT) cumpre pelo país como pré-candidato à sucessão de Jair Bolsonaro (sem partido) inclui Santa Catarina.

A princípio, será depois de roteiro a estados do Norte e à Minas Gerais. Será a primeira visita de Lula ao Estado depois que saiu da prisão, em 8 de novembro de 2019.

Um título polêmico

Lula é alvo de polêmica quanto ao título de Cidadão Catarinense concedido pela Assembleia Legislativa em 2008, em projeto da ex-deputada e comadre (de Lula), Ana Paula Lima (PT).

Em fevereiro de 2020, a Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia aprovou projeto do deputado Sargento Lima (PSL) cancelando a honraria. Mas, ainda não houve votação em plenário.

 

Notícias relacionadas

x