Colunas

Coluna: Candidatos em profusão

Cresce a lista de prováveis candidatos a deputado estadual no Vale do Itapocu.

12/12/2021

Por

Nascido em Blumenau, 70 anos, 55 de profissão, incluindo passagens pelo rádio. E em jornais diários como A Notícia (Joinville), Jornal de Santa Catarina (Blumenau) e O Correio do Povo (Jaraguá do Sul)

Coluna: Candidatos em profusão

Divulgação

Candidatos em profusão

Cresce a lista de prováveis candidatos a deputado estadual no Vale do Itapocu. Em Schroeder, o ex-prefeito Osvaldo Jurck (PSDB), com três mandatos no currículo, é assediado com frequência por outros partidos para disputar vaga na Assembleia.

O ex-vereador Pier Berri (PL), com três mandatos, é nome comentado em Massaranduba. Ezequiel de Souza, o Zico (União Brasil), ex-diretor da Defesa Civil de Guaramirim e vereador eleito em 2020 pelo DEM, tem apoio, inclusive, do prefeito Luiz Antônio Chiodini (PP).

Jaraguá já tem quatro nomes

Por Jaraguá do Sul já são quatro os nomes anunciados. Da Câmara de Vereadores, Anderson Kassner (PP), que exerce seu segundo mandato, e Onésimo Sell (MDB), eleito em 2020; o ex-vereador Marcelindo Grunner (PTB) e, naturalmente, o deputado Vicente Caropreso (PSDB) que tentará um terceiro mandato consecutivo.

Jaraguá do Sul, Massaranduba, Guaramirim, Corupá e Schroeder representam, hoje, cerca de 182 mil eleitores. Mas, visto o alto índice de votos nulos, brancos e abstenções a cada eleição, corremos o risco de não eleger ninguém.

Eleitores & celulares

Número de eleitores catarinenses da faixa etária entre 16 e 17 anos saltou de 15.883 mil para 23.032 mil. Segundo o Tribunal Regional Eleitoral, isso já é resultado prático da campanha nacional #BoraVotar.

Em menos de noventa dias houve um acréscimo de 45%. A data limite para inscrição de novos eleitores é 4 de maio e 2022. Mas, um detalhe chama a atenção: 50 telefones celulares doados pela Receita Federal foram sorteados entre os novos eleitores. Outros 100 aparelhos terão o mesmo destino nos próximos meses.

Palavras são palavras…

Deputado Carlos Chiodini (MDB), sobre o tratamento desigual do governo com Santa Catarina nas verbas para obras em rodovias federais, pondera que a luta pelos recursos deve evitar bandeiras partidárias. Senador Esperidião Amin (PP) atesta que a bancada catarinense “tem lutado por mais dinheiro”.

Dario Berger (MDB) e Jorginho Mello (PL) vão no mesmo tom.  Já dizia Valfrido Canavieira, o folclórico prefeito do humorístico Chico City: “Palavras são palavras, nada mais que palavras”. Em suma, já é mais que hora de sair do discurso e agir, de fato!

Nunes repudia o STF

“Tenho nojo de vocês, há mais de 100 dias Roberto Jefferson (presidente licenciado do PTB) foi preso por crime de opinião. Vai chegar tua hora Xandão, ah se vai”. O discurso é do deputado Kennedy Nunes (PTB), pré-candidato ao Senado, contra decisões do ministro Alexandre de Moraes.

Nunes comparou o STF a um “puxadinho” da esquerda. “Entre os que mandam mal, é o que manda pior. Com decisões 100% contrárias ao que está escrito na lei”, emendou Nunes sobre Moraes, que chegou ao STF pelas mãos do ex-presidente Michel Temer (MDB).

Catarinense preside o PTB

Atualmente, uma mulher catarinense preside o diretório nacional do PTB por conta da prisão de Roberto Jeferson em decisão monocrática do ministro Alexandre Moraes. É Graciela Nienov, até há pouco vice-presidente da sigla e filiada ao partido desde 2004.

Ela, radicada na cidade gaúcha de Alvorada, para onde se mudou aos 22 anos, é nascida em Maravilha (SC), município da região Oeste onde a família Maldaner, toda filiada ao MDB, comanda a política local e regional há muitas décadas.

Notícias relacionadas

x