Colunas

Coluna: O caçula dos municípios do Vale do Itapocu, São João do Itaperiú, completou 30 anos de emancipação

Era distrito de Barra Velha e um plebiscito em 24 de novembro de 1991, por maioria dos votos, decidiu pela independência político-administrativa

30/03/2022

Por

Jornalista a 47 anos escrevendo a história de Jaraguá do Sul e do Vale do Itapocu, com credibilidade.

Ontem, 29 de março, o caçula dos municípios do Vale do Itapocu, São João do Itaperiú, completou 30 anos de emancipação. Era distrito de Barra Velha e um plebiscito em 24 de novembro de 1991, por maioria dos votos, decidiu pela independência político-administrativa. O JDV acompanhou todo o processo inicial e registrou. Uma das principais lideranças envolvidas foi José Acácio Delmonego, que foi vereador em Barra Velha por dois mandatos e o primeiro prefeito do novo município, instalado no dia 1º de janeiro de 1993.

Três décadas 1

Zé Acácio como era conhecido liderou o município, começando do zero com a Prefeitura funcionando em instalações alugadas, com alguns caminhões e máquinas antigas cedidas pelo município-sede, Barra Velha. Acompanhamos os primeiros passos de São João do Itaperiú e registramos jornalisticamente. Por diversas vezes fomos recepcionados para almoço em sua casa, já que não havia restaurante na cidade. Ele sempre foi muito receptivo e de bom trato. Infelizmente não chegou a ver São João do Itaperiú chegar aos 30 anos.

Três décadas 2

Em sua história, São João teve cinco prefeitos. Zé Acácio foi o pioneiro, depois Alzerino Bernardes (Mimo) em dois mandatos, Valdir Corrêa (2 mandatos), Rovâni Delmonego (um mandato) e o atual, Clézio Fortunato, que cumpre o segundo mandato. José Márcio Ramos foi o primeiro presidente da Câmara. Zé Acácio foi duas vezes vereador, na quarta e quinta legislaturas. A emancipação para Itaperiú foi muito positiva. Os ganhos para a comunidade foram muitos. Com cerca de 3,8 mil habitantes, cresce de forma ordenada.

Limpado gavetas

Emanuela Wolff não é mais a chefe de Gabinete da Prefeitura. Saiu na segunda-feira, assumindo em seu lugar João Berti. Manu deve concorrer a deputada estadual, pelo Podemos. Também o prefeito Antídio Lunelli está limpando as gavetas. No sábado, 2 de abril, às 15h, na Scar, transmite o cargo ao vice-prefeito José Jair Franzner, com acesso livre para o público. Ele busca a indicação para concorrer a governador do Estado, pelo MDB. Não é unanimidade dentro do partido, mas não arrega. É casca dura e vai até o fim. Cramenta!

Parques públicos

Passeando pelos parques públicos da cidade (Via Verde e Inovação), depara-se com grande quantidade de pessoas que buscam o lazer e o entretenimento. Faz bem para a saúde do corpo e da mente. O que indigna é que alguns idiotas usam as redes sociais questionando os investimentos feitos, em detrimento da educação e da saúde. Em que mundo vivem esses infelizes? Felizmente é uma minoria insatisfeita com tudo, que destilam suas frustrações utilizando as redes sociais. Será que já fizeram alguma coisa pela cidade?

João Rodrigues

Da relação de pré-candidatos, João Rodrigues, prefeito de Chapecó, tem ganhado manchetes nos últimos dias, fortalecendo o seu nome na disputa pela cadeira de Carlos Moisés. Na quinta-feira, 31 de março, Rodrigues estará ao vivo em entrevista exclusiva ao “JDV em Foco”, pelas nossas redes sociais. Ao meio dia. E no dia 7 de abril, Antídio Lunelli, pré-candidato a governador pelo MDB será o entrevistado. São dois prefeitos que devem renunciar os seus cargos esta semana para disputar a governança catarinense.

Bons números

Nos dois primeiros meses do ano, foram abertos 51,9 mil novos postos de trabalho formais em SC, o que representa o segundo melhor resultado do país no período. Apenas em fevereiro, foram abertas 28,5 mil novas vagas no Estado. Os dados fazem parte do Caged e foram divulgados pelo Governo Federal na manhã de terça-feira (29). Nas cidades da região o saldo entre as admissões e demissões foi positivo em fevereiro. Jaraguá do Sul abriu 726 novas vagas, Guaramirim 172, Massaranduba 107, Schroeder 94 e Corupá 34.

Eleições 2022

Quinze milhões de brasileiros estão com pendências em seu título de eleitor. A data de 4 de maio é o prazo para regularizar o título e poder votar este ano. Para fazer e regularizar o título não é preciso ir ao Cartório Eleitoral. Tudo pode ser feito pela internet, pelo tre-sc.jus.br. Está dado a dica.

Notícias relacionadas

x