Colunas

Coluna: SC-108, lá e aqui!

Trecho da SC-108 que corta o Vale do Rio Tijucas também se encontra em pandarecos, como aqui no Itapocu, entre Guaramirim e Massaranduba

25/11/2021

Por

Nascido em Blumenau, 70 anos, 55 de profissão, incluindo passagens pelo rádio. E em jornais diários como A Notícia (Joinville), Jornal de Santa Catarina (Blumenau) e O Correio do Povo (Jaraguá do Sul)

Coluna: SC-108, lá e aqui!

Ilustrativa

Se serve de consolo, o trecho da SC-108 que corta o Vale do Rio Tijucas também se encontra em pandarecos, como aqui no Itapocu, entre Guaramirim e Massaranduba. Lá, políticos em audiência pública afirmaram que a rodovia, inaugurada há 40 anos, nunca recebeu manutenção adequada.

“Sorte” a nossa que já temos projeto e, logo, a licitação para a duplicação do trecho. Mas há que se ficar de olho e pressionar o governo. Porque a partir de junho a legislação eleitoral proíbe começar obras novas.  E, aí, sabe-se lá quando.

A pista de aceleração

O governo federal, pelo visto, está ficando mal-acostumado com Santa Catarina. Depois dos R$ 560 milhões liberados por Carlos Moisés (sem partido) para rodovias federais, agora quer mais.

A superintendente de Infraestrutura Rodoviária da Agência Nacional de Transportes Terrestres, Mirian Ramos Quebaud, afirmou ao deputado Coronel Mocelin (PSL) que a construção da chamada “pista de aceleração” na BR-101, entre a saída da rodovia Interpraias, em Balneário Camboriú, e o Morro do Boi, na praia de Ilhota, em Itapema, sairá do papel.

Se querem, façam!

Mas não disse quando e nem fez rodeios ao sugerir que o Estado faça o projeto e execute a obra se é que queremos a nova pista em prazo razoável. Isso porque, segundo Quebaud, de outro modo a construção terá de ser negociada com a Autopista Litoral Sul, que detém a concessão de pedágios neste trecho.

Como isso não está no contrato vigente, vai depender de uma revisão de contrato. “Neste caso, pode demorar muito”, advertiu. O trecho é um dos mais congestionados e perigosos da BR-101, especialmente no verão. É o inferno astral de quem passa por lá.

Bolsonaro no PL

Será na terça-feira (30) a filiação do presidente Jair Bolsonaro ao PL. É o que diz um comunicado do diretório nacional do partido. O ato estava marcado para segunda-feira (22), mas um bate-boca entre Bolsonaro e o presidente do PL, Valdemar da Costa Neto, sobre candidaturas a governador e senador em alguns estados, particularmente em São Paulo, adiou o evento. O senador Jorginho Mello (PL), pré-candidato a governador, respirou aliviado.

Mão na roda

Aprovado pela Assembleia Legislativa empréstimo de R$ 570 milhões, a pedido do governador Carlos Moisés e que o BRDE vai contratar junto ao Banco Internacional para a Reconstrução e Desenvolvimento. E lá está (no BRDE) o ex-governador Pinho Moreira (MDB), nomeado por Moisés, agilizando as coisas. É uma mão na roda. Dinheiro que municípios vão usar em obras de prevenção e mitigação de desastres naturais e riscos climáticos.

O “Dario do Norte”

Clenilton Pereira (PSDB), prefeito reeleito de Araquari e também presidente da Federação Catarinense dos Municípios, tem projeto político pessoal de se eleger deputado estadual. E, depois, em 2024 disputar a prefeitura de Joinville. Araquari e Joinville são municípios limítrofes pelo Bairro Itinga- metade de um lado, metade do outro.

Nada é impossível

Visto a votação de dez dos 13 candidatos a prefeito de Joinville em 2020, variando entre 17 mil e míseros 244 votos, não é nenhum absurdo.  O tucano diz que quer ser “o Dario do Norte”. Uma referência ao senador Dario Berger (MDB), duas vezes prefeito de São José e outras duas de Florianópolis. Estes dois municípios também são “colados”.

Notícias relacionadas

x