Cultura

Coreógrafos relatam evolução do Jaraguá em Dança

A dança está presente em Jaraguá do Sul desde 1995, quando aconteceu a primeira edição do Jaraguá em Dança

01/10/2021

Por

Coreógrafos relatam evolução do Jaraguá em Dança

Rômulo Coelho

A dança está presente em Jaraguá do Sul desde 1995, quando aconteceu a primeira edição do Jaraguá em Dança, sempre organizado pela Prefeitura, via Secel. De lá para cá, algumas coisas mudaram. Conforme a historiadora Silvia Kita, a primeira edição aconteceu entre os dias 27 e 28 de outubro no ginásio Arthur Müller e contou com 400 bailarinos e 24 entidades.

Desde 2008, o festival conta com a participação da diretora do Studio Liss, Stela Liss, de 30 anos. Ela lembra que quando começou no evento, as apresentações aconteciam ainda no Arthur Müller. De acordo com ela, a evolução na organização e no nível técnico do Jaraguá em Dança é nítido, além da cobrança para os bailarinos.

“Os festivais competitivos são bem burocráticos, desde a divisão de idades até as inúmeras questões avaliadas nas coreografias. Graças a essa cobrança grande que temos aos bailarinos, desde o preparo físico até a técnica, que são essenciais para um festival competitivo, nosso trabalho só tem crescido”, explica.

Quem concorda com Stela, é o coreografo, bailarino e proprietário da Dançar A2 Escola de Dança Jaraguá do Sul, Omar Forte, de 50 anos, que se apresenta no Jaraguá em Dança desde a 16º edição, que aconteceu em 2010. Segundo ele, o evento começou a ser realizado para fomentar e dar espaço para que os artistas pudessem mostrar seu trabalho.

“Através de muito estudo e profissionalismo, a preocupação na qualidade das composições coreográficas é cada vez maior”. Ele relata que busca atualizações nos grandes centros como Curitiba, Rio de Janeiro e São Paulo.

Foto: Cesar Castro.

27º edição

Desde 2010, o evento é realizado no Grande Teatro da Scar e neste ano tem a participação de 1.255 bailarinos e 33 entidades.

Após uma pausa, o evento retorna sexta-feira (1), a partir das 19h com 12 exibições. No sábado (2) e domingo (3) são três as sessões, sempre às 13h30, 16 e 19 horas. Na última sessão ocorrem as exibições especiais.

Quer saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região primeiro? CLIQUE AQUI e participe do nosso grupo de WhatsApp!

Notícias relacionadas

x