Guaramirim

Décio da Silva fala sobre motivação e planejamento na Aciag

Segundo o engenheiro mecânico e administrador, a empresa deve crescer e inovar em seus produtos, buscar novos mercados e abrir oportunidades de atração de novos talentos

15/09/2021

Por

Décio da Silva fala sobre motivação e planejamento na Aciag

Divulgação/Aciag

“WEG 60 anos: Motivação a base do êxito” foi o tema da palestra apresentada pelo presidente do Conselho de Administração da WEG S.A., Décio da Silva, na segunda-feira (13), na Associação Empresarial de Guaramirim (Aciag) A abertura foi feita pelo presidente Adilson César Demathe. A companhia completa no dia 16 de setembro, seis décadas de fundação, sendo hoje uma das maiores corporações industriais do mundo, atuando sobretudo no setor elétrico.

Filho do fundador Eggon João da Silva, o engenheiro mecânico e administrador Décio da Silva preside o Conselho de Administração há 12 anos, mas anteriormente foi presidente executivo e passou por vários setores da companhia, iniciando na Escolinha da WEG. Durante a sua fala, citou exemplos e lições dos fundadores da WEG, mas ressaltou que os conceitos de organização valem para todos os tipos de negócios e que as pessoas sempre devem estar em primeiro lugar.

“A motivação e a capacitação são fundamentais, junto com o planejamento e a definição de metas em longo e curto prazo. O principal elo da motivação é a oportunidade de crescimento pessoal e profissional na empresa”, observou Décio da Silva.

Segundo ele, a empresa deve crescer e inovar em seus produtos, buscar novos mercados e abrir oportunidades de atração de novos talentos.

“O crescimento é um drive importante da organização. O empresário precisa sonhar grande e transformar a ideia em estratégia de longo prazo, de modo planejado. A inspiração e a transpiração devem ser somadas, uma depende da outra, para alcançar o sucesso”, ensina.

Estar próximo do mercado e atender bem o cliente é fundamental. Décio observou também que a empresa precisa ter foco nas pessoas e sugeriu que os colaboradores busquem permanentemente a formação e a especialização, essenciais para crescerem dentro da empresa.

Com relação as metas definidas por empresa de qualquer ramo e porte, sugere que elas sejam medidas de maneira sistêmica para obter êxito no negócio.

“As metas precisam ser desafiadoras, mas exequíveis”.

A gestão participativa também é importante, assim como definir a sucessão para perenizar o negócio, com governança definida que não interfira na continuidade. A transformação digital e tecnológica que avança celeremente precisa ser acompanhada por qualquer tipo de negócio, observou também o presidente do Conselho de Administração da WEG.

No encerramento, Décio cunhou uma frase lapidar: “As coisas mais profundas estão geralmente na simplicidade”.

Quer saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região primeiro? CLIQUE AQUI e participe do nosso grupo de WhatsApp!

Notícias relacionadas

x