Segurança

Detento de Joinville mata a esposa durante saída temporária da prisão

No chamado feito para a polícia a filha também informou que ela e a irmã de cinco anos estavam trancadas em um dos quartos da casa

08/11/2022

Por

Na manhã desta segunda-feira, 7, a Polícia Militar foi acionada sobre um desaparecimento e, enquanto a equipe se deslocava, um outro chamado informou sobre a morte de uma mulher em Itajaí. A primeira ligação foi feita por uma adolescente de 13 anos, filha da vítima, uma mulher de 41 anos, e o segundo chamado por uma familiar do padrasto, um homem de 37 anos.

 

Conforme a PM, a filha ligou por volta das 10h50 informando que a mãe estava desaparecida após uma briga com o padrasto na noite anterior. Ele teria dito para a adolescente que levaria a mãe para a casa da avó, mas na manhã seguinte a menina ligou para avó e soube que ela nunca apareceu lá.

 

Depois disso, a filha ligou para o local de trabalho da mãe e descobriu que ela também não tinha comparecido.

Já na outra ligação, uma familiar do padrasto informou que ele confessou ter matado a companheira na noite anterior. Além disso, a pessoa também informou que o homem estava no período de saída temporária da Penitenciária Industrial de Joinville e que não havia retornado na data do dia quatro de novembro após descobrir uma traição da companheira.

 

Local do crime

No chamado feito para a polícia a filha também informou que ela e a irmã de cinco anos estavam trancadas em um dos quartos da casa. Ao chegar no local, a guarnição encontrou, em um dos quartos, a vítima deitada na cama, com um cobertor sobre o corpo e sem sinais vitais. E em outro cômodo, os policiais encontraram as duas filhas trancadas.

A PM relatou que não havia sinal de luta, sangue ou arma de fogo no local. A suspeita é de que o crime tenha sido cometido por meio de sufocamento. A área foi isolada e a Polícia Científica e a Polícia Civil foram acionadas para analisar a cena do crime.

 

Além disso, a Polícia Militar também acionou o Conselho Tutelar, que ficou responsável por elas.

 

Fuga

Durante as ações, os policiais militares obtiveram a informação de que o homem teria fugido para Curitiba. Para isso, o suspeito do crime teria embarcado em um ônibus na rodoviária de Balneário Camboriú que tinha previsão de chegada para às 14h na capital paranaense.

Apesar de tentarem abordar o veículo quando ele chegou na rodoviária, foi constatado que o homem havia desembarcado momentos antes.

 

Via omunicipiojoinville.com

Quer saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região primeiro? CLIQUE AQUI e participe do nosso grupo de WhatsApp!

Notícias relacionadas

x