Economia

IBGE reduz a estimativa para safra brasileira em 2021

Entre as causas da baixa estão a estiagem em algumas partes do país, enquanto houve geada em outras regiões

09/09/2021

Por

IBGE reduz a estimativa para safra brasileira em 2021

CNA/Wenderson Araujo/Trilux

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), reduziu a estimativa para a safra brasileira de 2021 de grãos, cereais e leguminosas. De acordo com os dados de agosto do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA), a produção deve ficar 1% abaixo da safra de 2020, com 251,7 milhões de toneladas. São 2,4 milhões a menos do que os 254,1 milhões de toneladas alcançadas na safra recorde do ano passado.

Segundo o gerente de pesquisa, Carlos Barradas, entre as causas da baixa estão a estiagem em algumas partes do país, enquanto houve geada em outras regiões produtoras no final de julho, prejudicando a safra do milho.

“O ano agrícola, em geral, começa em setembro do ano anterior, que é quando se inicia o plantio. Porém, para plantar, o produtor precisa de que haja umidade no solo e, como houve falta de chuvas nesse período de 2020, esse plantio atrasou muito, sendo iniciado apenas na segunda quinzena de outubro. O que acabou prejudicando o milho segunda safra, plantado após a colheita da soja, que teve sua janela de plantio reduzida, deixando as lavouras mais dependentes do clima.”

A estimativa de produção do milho diminuiu 4,7% na comparação com julho, totalizando 87,3 milhões de toneladas a serem colhidas em 19,6 milhões de hectares, um rendimento médio de 4.499 quilos por hectare. Na comparação com 2020, a previsão é de uma safra 15,5% menor para o milho, mesmo com os aumentos de 6,8% na área plantada e de 6,2% na área a ser colhida.

Paraná e Mato Grosso do Sul registraram geadas no final de julho, o que diminuiu da produtividade. O arroz, o milho e a soja são os três principais produtos do Brasil, representando 92,4% da estimativa da produção e 87,6% da área a ser colhida no país.

Fonte: Agência Brasil.

Quer saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região primeiro? CLIQUE AQUI e participe do nosso grupo de WhatsApp!

Notícias relacionadas

x