Jaraguá do Sul

Jaraguá tem mais de duas mil famílias na extrema pobreza

O Cadastro Único mostra uma realidade em Jaraguá do Sul minimamente conhecida. O polo que atrai migrantes de várias regiões do Brasil e também de outros países, com empresas poderosas e pulsantes que alavancam a economia, esconde uma triste realidade, comprovada nos registros dos CRAS, que são as portas de…

07/10/2022

Por

O Cadastro Único mostra uma realidade em Jaraguá do Sul minimamente conhecida. O polo que atrai migrantes de várias regiões do Brasil e também de outros países, com empresas poderosas e pulsantes que alavancam a economia, esconde uma triste realidade, comprovada nos registros dos CRAS, que são as portas de entrada para os serviços de assistência social no Município.

Do total de famílias cadastradas, que até agosto eram 9.147, o total de 2.058 famílias vivem na extrema pobreza, com renda de até R$ 105,00 por pessoa da família (per capita), ou de pobreza, com renda entre R$ 105,01 a R$ 210,00 per capita. A maior parte recebe o Auxílio Brasil, atualmente R$ 600,00, até dezembro, do Governo Federal, conforme a PEC dos Benefícios.

A informação é da secretária de Assistência Social, Níura Demarchi dos Santos, que garante que todo o suporte básico é dado a essas famílias, em especial alimentos. “Os nossos técnicos, nos CRAS, trabalham com os extratos mais baixos da sociedade, em suas diferentes demandas. Temos capacidade técnica de atendimento, mas limitações pelo número de demandas”, diz.

Niúra observa que toda situação é acompanhada com atenção.

 

“Não deixamos ninguém para traz. Nos CRAS, todos são prioridades”, sustenta.

 

Quer saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região primeiro? CLIQUE AQUI e participe do nosso grupo de WhatsApp!

Notícias relacionadas

x