Geral

Massaranduba 60 anos: Ações do presente para honrar o passado e construir o futuro

Ao mesmo tempo em que cresce a partir do esforço e dedicação dos agricultores, sobretudo das lavouras de arroz, um dos pilares da economia do município, inicia o processo de industrialização

11/11/2021

Por

Massaranduba 60 anos: Ações do presente para honrar o passado e construir o futuro

Divulgação

Em 31 de janeiro de 1961, Jânio Quadros assumiu a presidência do Brasil, sucedendo Juscelino Kubitschek, tornando-se o 22° presidente brasileiro. Neste mesmo ano, o Brasil ainda viveria intensos acontecimentos no contexto político. Em agosto, Jânio Quadros renunciaria a presidência, que seria assumida por João Goulart em 7 de setembro do mesmo ano, após a chamada Campanha da Legalidade, realizada de 25 de agosto a 7 de setembro.

Neste mesmo ano, em Santa Catarina, os movimentos políticos também eram intensos.  Na região do Vale do Itapocu, a Lei n° 247, de dezembro de 1948, da Assembleia Legislativa, criou o município de Massaranduba, desmembrando a região, ocupada por imigrantes alemães, italianos e poloneses desde 1870, dos municípios de Blumenau, Itajaí e Joinville. Mas o novo município durou menos de um ano. No segundo semestre de 1949, tanto a sede quanto a denominação do novo município passaram a ser 2° Distrito de Guaramirim. Após intensa movimentação política local, apenas em 29 de agosto de 1961, por meio da Lei Estadual 746/61, o município de Massaranduba foi, finalmente, emancipado.

Em novembro de 2021, Massaranduba se prepara para se tornar uma jovem senhora. No dia 11, vai celebrar o aniversário de 60 anos como um município que caminha a passos largos rumo ao desenvolvimento. Ao mesmo tempo em que cresce a partir do esforço e dedicação dos agricultores, sobretudo das lavouras de arroz, um dos pilares da economia do município, inicia o processo de industrialização, com ações de desburocratização para atrair empresas e estimular a abertura de novos negócios, impulsionando a economia local. Ainda em 2021, Massaranduba reforçou os cuidados com sua gente e, assim como tantas outras cidades, não mediu esforços para enfrentar a pandemia da COVID-19.

Foi nesse contexto de enfrentamento e planejamento para o crescimento econômico que Massaranduba chegou aos 60 anos. Um cenário completamente inimaginável por nossos antepassados, quando o município foi criado. Em 2081, Massaranduba completará 120 anos, mais de um século de emancipação. Como estará nossa cidade daqui há 60 anos? Como será que as futuras gerações lembrarão de nós? Será que assim como fazemos agora, eles se unirão em esforços para manter viva nossa história e nossas tradições? E os desejos que temos para Massaranduba? Serão realizados ou não?

Ainda não podemos prever o futuro, mas podemos dar uma ajudinha para que as futuras gerações saibam quem somos e quais são nossas crenças e valores. Esse é um dos objetivos da cápsula do tempo, uma das ações alusivas aos 60 anos do município. A cápsula será enterrada a partir das 17 horas desta quinta-feira, do dia 11 de novembro de 2021, como uma das atividades da programação especial de aniversário.

Dentro dela, os moradores do município colocarão informações sobre o nosso tempo, o tempo em que vivemos, nossos hábitos e costumes, verdadeiros presentes para que as futuras gerações saibam o que estamos fazendo hoje para honrar nossos antepassados, mantendo viva a nossa história, e para construir nosso futuro.

Esse futuro, aliás, ou melhor, o futuro que desejamos para a nossa cidade, para os próximos 60 anos, também estará na cápsula do tempo. Mais do que estimular a reflexão e guardar nossos símbolos e tradições, a cápsula do tempo vai reafirmar nosso compromisso com o que queremos para Massaranduba. Afinal, se queremos que Massaranduba continue próspera e feliz em 2081, precisamos agir hoje para assegurar as condições que ela precisa para continuar se desenvolvendo.

Concretizar nossos desejos para o futuro de Massaranduba depende muito mais de nossas ações do que de nossos sonhos. Por isso, destacamos ações realizadas em cinco eixos fundamentais para assegurar o futuro que desejamos para a nossa cidade.

Tradição e cultura

Em 2021, o Gemellaggio, que em italiano significa “cidades gêmeas”, completou 10 anos de existência. Trata-se de um importante acordo firmado entre Massaranduba e outros cinco municípios italianos, da região do Vale del Biois, na região Vêneto, em Belluno, na Itália, com objetivo de aproximar descendentes de imigrantes italianos que moram em Massaranduba ou na Itália. Mais que isso, é uma importante ferramenta de preservação da herança cultural deixada pelos nossos antepassados, incluindo elementos como idioma, culinária típica, ditados ou dizeres populares, danças e músicas da cultura popular.

Além de resgatar o passado, o Gemellaggio também permite que as cidades gêmeas promovam intercâmbio de ideias com foco no futuro, de olho no desenvolvimento da ciência, da tecnologia e da inovação. Outras ações também estão em andamento em Massaranduba e têm como objetivo fazer a população sorrir, levando magia, leveza e muita inspiração. Afinal, esses são os objetivos da cultura e de todas as formas de expressão da arte: provocar reflexão, permitindo que as pessoas vivam a vida mais leve. E povo feliz é povo que crescer e desenvolve a cidade em que mora. Nesse sentido, Massaranduba também realiza ações especificas como festivais culturais, festas tradicionais e concursos populares.

Saúde e cuidado com as pessoas

Não existe futuro sem povo feliz e não existe felicidade sem saúde. Por isso, uma das ações para garantir um futuro de desenvolvimento é o Plano Municipal de Saúde. O documento é atualizado há cada três anos, com participação popular, e traz diretrizes para fortalecer a assistência e o atendimento de saúde à população, por meio do SUS (Sistema Único de Saúde), construindo um sistema de saúde ainda mais forte, qualificado e democrático para o município. A partir do Plano Municipal de Saúde, por exemplo, são definidas ações como ampliação de unidades de saúde, de postos e atendimento, de serviços e especialidades, entre outras. Por isso, a participação popular na elaboração do documento é tão importante.

Memória e história

Salvaguardar a memória é uma das principais formas de garantir que a história seja preservada. Por isso, iniciativas culturais e de resgate da memória, como a exposição fotográfica alusiva aos 60 anos de Massaranduba, vão além de resgatar registros e imagens históricas, mas se tornam ponto de reflexão para os mais jovens sobre todos os desafios que esta jovem senhora que é a nossa cidade enfrentou ao longo de seis décadas. Assegurar que o futuro conheça a história é assegurar que ele aprenda com ela. Aprender com o passado é sempre a melhor forma de prevenir erros e construir um futuro próspero.

Sustentabilidade e preservação ambiental 

Não há crescimento que perdure se não for calcado em ações de desenvolvimento sustentável que protejam e reduzam o impacto ambiental. Isso porque sabemos que os recursos naturais do planeta são finitos. Aqui, em Massaranduba, estamos rodeados por Mata Atlântica e podemos sentir, ao respirar, o frescor do verde, o quanto é bom estar próximo e como a Natureza melhora a qualidade de vida de todos nós. Mas, para que essa sensação de bem-estar também possa ser sentida pelas futuras gerações, daqui há 60 anos, precisamos intensificar a preservação. É nesse sentido que surgem duas importantes ações realizadas em Massaranduba. A primeira é a distribuição de sacos de lixo destinados a resíduos recicláveis, para estimular a separação e destinação correta de resíduos e reduzir o impacto nos aterros sanitários. A segunda é o projeto Vale Plantar, uma ação de estímulo à recuperação e reflorestamento de áreas degradadas, a partir do plantio de árvores nativas da Mata Atlântica em áreas de preservação previstas no Plano Municipal da Mata Atlântica e no Cadastro Ambiental Rural. Ambas as ações deixarão Massaranduba muito mais verde e limpa hoje, contribuindo com o nosso bem-estar, e para as futuras gerações, para que as nossas belezas naturais continuem encantando moradores, visitantes e turistas que chegam por aqui.

Planejamento e mobilidade urbana 

O Plano Diretor é um dos principais instrumentos de planejamento e desenvolvimento de um município, sobretudo pensando no futuro. É nesse documento que são previstas, por exemplo, as regras de uso e ocupação do solo urbano, bem como delimitados os limites de área rural, industrial ou de preservação ambiental e histórica. Por ser tão importante para o crescimento do município, o Plano Diretor é atualizado periodicamente, também com a participação popular, em audiências públicas. Instalação de indústrias, de infraestrutura como linhas de energia elétrica de alta tensão, de soluções para mobilidade urbana, como ciclofaixas, pontes, viadutos ou binários, como o recentemente inaugurado no Centro do município, além de definição de zoneamento e de sistemas viários são pautas relacionadas ao Plano Diretor de Massaranduba. A última versão do Plano Diretor do município foi revisada em 2017 e aprovada em 11 de fevereiro de 2020.

Desburocratização e empreendedorismo

Não há como estimular o desenvolvimento econômico de uma cidade sem proporcionar emprego e renda para seus moradores. E não há como proporcionar emprego e renda em quantidade suficiente para atender à demanda e às necessidades da população sem atrair negócios para empregar a mão de obra disponível e distribuir renda. É visando estimular o empreendedorismo e atrair indústrias que deem base para o crescimento planejado que o município coloca em prática ações de desburocratização. Uma delas é pioneira em Santa Catarina e tornou Massaranduba a primeira cidade do estado a permitir o pagamento de impostos municipais via PIX, uma alternativa que traz muito mais agilidade para o empreendedor que precisa pagar tributos relacionados a alvarás e contribuição de melhorias, por exemplo. Outra importante ação de desburocratização foi a instalação do Sistema Aprova Digital. Por meio dele, os empreendedores têm maior agilidade na aprovação de obras, projetos e emissão de alvarás. Em um ano, o programa reduziu em até 70% o tempo necessário para abrir uma empresa em Massaranduba.

Secretamente, segredamos à cápsula do tempo os sonhos que temos para Massaranduba e não sabemos se estaremos aqui quando a cápsula for desenterrada, mas uma coisa é certa: as ações que realizamos até aqui comprovam que estamos no caminho para consolidar Massaranduba como uma próspera e importante cidade de Santa Catarina, construída a partir do trabalho e da dedicação de seus munícipes, pessoas que acreditam em um futuro próspero e não medem esforços para torná-lo realidade. Esse é o desejo do Jornal do Vale do Itapocu para Massaranduba, hoje e sempre. Que assim seja!

Quer saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região primeiro? CLIQUE AQUI e participe do nosso grupo de WhatsApp! 

Notícias relacionadas

x