Sem categoria

Massaranduba já tem onze Redes de Vizinhos ativadas

Na noite de quarta-feira, 22 de maio, o 14º Batalhão, por meio do comandante do grupamento em Massaranduba, sargento Giovanni Luiz Basso, implantou a 11ª Rede de Vizinhos no Bairro Patrimônio, mas a meta é continuar até completar todas as regiões, segundo o presidente do Conselho Comunitário de Segurança (Conseg), Pedro Sérgio.

29/05/2019

Por

Massaranduba já tem onze Redes de Vizinhos ativadas

A comunidade de Massaranduba se autoprotege participando da Rede de Vizinhos, que é uma estratégia de policiamento organizada em parceria com a Polícia Militar. O objetivo do programa Rede de Vizinhos da PMSC é que os vizinhos atuem em cooperação, se associem para fomentar parcerias, fortalecer as relações interpessoais e a cidadania ativa do bairro, além de melhorar a relação entre a polícia e a comunidade, aumentar a vigilância natural, a fim de prevenir e restaurar problemas de ordem pública, garantindo a incolumidade física das pessoas e do patrimônio. Na noite de quarta-feira, 22 de maio, o 14º Batalhão, por meio do comandante do grupamento em Massaranduba, sargento Giovanni Luiz Basso, implantou a 11ª Rede de Vizinhos no Bairro Patrimônio, mas a meta é continuar até completar todas as regiões, segundo o presidente do Conselho Comunitário de Segurança (Conseg), Pedro Sérgio. O programa é uma estratégia de policiamento pautada na filosofia de polícia comunitária, em que uma rede organizada entre comunidade e PM reúne vizinhos de uma determinada localidade. A mais nova rede foi implantada no bairro Patrimônio, sendo que cerca de 40 pessoas aderiram ao programa. Além dos grupos de vizinhos, existem em Massaranduba, duas redes comerciais, envolvendo em torno de 100 estabelecimentos. De acordo com Pedro Sérgio, do Conseg, quem tiver interesse em participar pode ligar diretamente para o Destacamento PM, telefone 3276-9356.

Moradores e Polícia Militar se comunicam via grupos de WhatsApp

A comunicação se dá pelo grupo de WhatsApp. Não é um grupo comum, esclarece Pedro Sérgio. Nele, cidadãos e Policia Militar têm um objetivo comum: trabalhar juntos para identificar e resolver problemas ligados à violência como furtos, drogas, desordens e até mesmo a decadência dos bairros. O Grupo Rede de Vizinhos foi implantado pela PM de Santa Catarina em 2016 e está baseado no conceito de Polícia Comunitária, ou seja, as pessoas que moram ou trabalham na comunidade podem, voluntariamente, auxiliar a instituição policial na busca de soluções para diminuir os índices de criminalidade. Todos podem participar de uma Rede de Vizinhos, ou sugerir a criação de uma nova. A orientação pode ser buscada junto à Polícia Militar.

Notícias relacionadas

x