Nacional

Ministro da Saúde disse que governo pretende investir em mais profissionais para atuar na atenção primária

A fala de Queiroga aconteceu durante o lançamento da campanha de promoção da atenção primária

10/11/2021

Por

Jornalista apaixonada por cultura e segurança pública

Ministro da Saúde disse que governo pretende investir em mais profissionais para atuar na atenção primária

Marcelo Camargo/Agência Brasil

Pensando em valorizar as unidades básicas de saúde, o Ministério da Saúde lançou nesta quarta-feira (10), uma campanha de promoção da atenção primária. 

Conforme a pasta, a atenção primária é a porta de entrada no Sistema Único de Saúde (SUS), com ações tanto para indivíduos quanto para coletivos de prevenção, diagnóstico, tratamento e redução de danos. A partir daí, os cidadãos podem ser atendidos e encaminhados, se necessário, para outros locais, como hospitais. 

Além disso, a atenção primária também cuida da estratégia de saúde familiar onde os profissionais estão em contato direto com as comunidades disponibilizando serviços e orientando sobre a promoção da saúde. 

Durante a cerimônia de lançamento, que aconteceu em João Pessoa, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, falou sobre essa modalidade de política pública, destacando que o governo federal já aumentou os recursos para a área de R$ 17 bilhões para R$ 24 bilhões.

“Quanto mais invisto na atenção primária, menos vou gastar na atenção primária à saúde”, declarou o ministro. Queiroga acrescentou que o Executivo pretende investir mais na formação de profissionais de saúde para atuar na atenção primária.

O secretário de Atenção Primária à Saúde do ministério, Raphael Câmara, também ressaltou a importância da porta de entrada para o SUS e o fato de tal modalidade do sistema estar capilarizada no Brasil.

“A atenção primária está em todos os municípios. Nem todo município tem hospital ou tem especialista, mas toda cidade tem seu posto de saúde, agentes comunitários e profissionais de saúde cuidando da saúde da população”, disse.

Quer saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região primeiro? CLIQUE AQUI e participe do nosso grupo de WhatsApp! 

Notícias relacionadas

x