Esportes

Moção pede reabertura para a prática de futebol society e amador na região

Atualmente, todas as regiões estão classificadas com grau de risco grave ou gravíssimo

18/02/2021

Por

Moção pede reabertura para a prática de futebol society e amador na região

Iniciativa chancelada por todos os vereadores, foi aprovada na sessão de terça-feira (16) a moção que pede a liberação das quadras de futebol society e campos de futebol, bem como a reanálise e reclassificação de grau de risco da região Nordeste do Estado com método diferenciado por município.

Em julho de 2020, a Secretaria de Estado da Saúde instituiu o Programa de Descentralização e Regionalização das Ações de Combate à Covid-19 em Santa Catarina e semanalmente estabelece a classificação semanal como balizadora das medidas a serem adotadas.

Leia mais:

VÍDEO: saiba como vai funcionar a locação de bikes elétricas em Jaraguá

Vídeo: Carreta sai da pista e colide contra loja de tratores em Mafra SC

Vereador solicita a volta de leitura de versículo bíblico no início das sessões da Câmara de Jaraguá

Atualmente, todas as regiões estão classificadas com grau de risco grave ou gravíssimo. A região Nordeste de SC se encontra em estado gravíssimo, cabendo a Prefeitura publicar mais um decreto, com novos regramentos de atividades e tendo como base a matriz de risco gerada pelo Estado.

A pandemia afetou o esporte em todos os aspectos e, no futebol, não foi diferente. Enquanto que as competições profissionais já retornaram no Brasil e no mundo com restrições e cuidados, o futebol amador ainda vive de incertezas e sem data para voltar, também bares, lanchonetes, restaurantes, academias, transporte público e demais serviços afins podem realizar suas atividades.

A longa paralisação, que já chega a 11 meses, tem gerado uma situação insustentável para os proprietários das quadras de futebol Society, sendo que somente no município de Jaraguá do Sul, cerca de 20 estabelecimentos não podem reabrir, o que acarreta um elevado prejuízo financeiro, impossibilitando o aluguel dos campos e espaços para eventos e, consequentemente, não havendo receita para despesas com contas de água, luz, internet, consumos do bar, lanchonete e funcionários.

A moção aprovada por unanimidade apela ao governador Carlos Moisés da Silva a reanálise das vedações impostas para esse setor, que extrapolam o limite do razoável em comparação a outras atividades em funcionamento. A Câmara pede, também, a reanálise e reclassificação de grau de risco da região Nordeste, com aplicação de método diferenciado por município.

Receba as notícias do JDV no seu WhatsApp!

 

 

Notícias relacionadas

x