Saúde

Onda de calor pode agravar sintomas do olho seco

Cuidados com lubrificação dos olhos devem ser redobrados

26/09/2023

Por

Editora, analista SEO e responsável pelo conteúdo que escreve. Atenta aos conteúdos mais pesquisados do país.

A onda de calor que assola alguns estados brasileiros exige cuidados redobrados com a saúde em geral. Hidratação, alimentação leve e não se expor ao sol são alguns deles. Mas o que poucas pessoas sabem é que os olhos também precisam de atenção.

Segundo Dra. Maria Beatriz Guerios, oftalmologista geral e especialista em glaucoma, o calor excessivo, juntamente com a falta de umidade no ar, são os principais fatores que contribuem para a piora dos sintomas da síndrome do olho seco. Mesmo as pessoas que não têm esta condição, podem apresentar secura nos olhos, irritação e vermelhidão”.

“Nas grandes cidades, o calor e o ar seco alteram a dispersão da poluição. As partículas ficam suspensas no ar e isto pode causar irritação na superfície ocular. O ar seco também afeta a lubrificação dos olhos, porque as lágrimas evaporam mais rápido”, explica a oftalmologista.

O filme lacrimal, popularmente chamado de lágrimas, é produzido pelas glândulas sebáceas das pálpebras. As principais funções são manter a superfície ocular lubrificada, nutrida e proteger os olhos das partículas de poluição ou ainda de micro-organismos.

Além da secura ocular

A secura ocular é o principal sintoma da síndrome do olho seco. Por outro lado, há outras manifestações que podem ocorrer.

“A pessoa pode sentir bastante ardência, irritação, vermelhidão e coceira. Dependendo do caso, também podem surgir cansaço visual, lacrimejamento e sensibilidade à luz”, complementa Dra. Maria Beatriz.

Dicas para aliviar os sintomas de olho seco

Existem algumas medidas que podem ajudar a amenizar os sintomas do olho seco nestes dias mais quentes e com baixa umidade relativa no ar. Veja abaixo.

  • Use umidificadores de ambiente
  • Faça compressas frias nos olhos com água filtrada
  • Peça ao oftalmologista uma prescrição de colírios de lágrimas artificiais e lubrificantes
  • Evite ambientes com ar-condicionado (quente ou frio)
  • Os ventiladores também ressecam o ambiente e, portanto, afetam a superfície ocular
  • Opte por não caminhar nas ruas, principalmente nos horários em que há mais carros circulando e quando a umidade do ar estiver baixa

Será que tenho olho seco?

Apesar da secura ocular ser um sintoma comum em dias mais secos e quentes, pode ser também uma das primeiras manifestações da síndrome do olho seco. O principal indicativo da doença é a presença crônica dos sintomas. Nestes casos, o ideal é procurar um oftalmologista.

Glaucoma e Olho Seco

Infelizmente, cerca de 60% dos pacientes com diagnóstico de glaucoma desenvolvem a síndrome do olho seco. A razão é que os colírios usados para controlar a pressão intraocular possuem conservantes que alteram o filme lacrimal.

“Quem tem glaucoma e já possui diagnóstico de olho seco precisa ter mais atenção à lubrificação ocular, seguindo as recomendações, principalmente no que se refere a manter o ambiente umidificado e usar colírios lubrificantes prescritos pelo oftalmologista”, finaliza a especialist.

 

Quer saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região primeiro? Participe do nosso grupo de WhatsApp ou Telegram!

Siga nosso canal no youtube também @JDVDigital

Notícias relacionadas

x