Santa Catarina

Operação “Frost Free” apura fraudes na compra de geladeiras por município do Sul de SC

Empresário e servidora do município são suspeitos de fraudar licitações para a compra de geladeiras

29/11/2023

Por

Estudante da 5ª fase de Design, curiosa por natureza e apaixonada pelo que faz.

Polícia Civil de Santa Catarina deflagrou na segunda-feira (27), em Imbituba, no Sul de Santa Catarina, a Operação Frost Free. Um empresário e uma servidora do município são suspeitos de fraudar licitações para a compra de geladeiras para conservar vacinas contra a Covid-19.

Operação “Frost Free” apura fraudes na compra de geladeiras por município do Sul de SC

Operação “Frost Free” apura fraudes na compra de geladeiras por município do Sul de SC

 

Os dois tinham um relacionamento amoroso e atuaram juntos para fraudar a licitação, conforme sugere a investigação.

 

Quatro mandados de busca e apreensão foram deflagrados, resultando na apreensão de celulares e documentos. A Delegacia de Polícia de Imbituba investiga o crime de fraude em licitação ou contrato (CP, art. 337-L), que prevê pena de “reclusão, de quatro a oito anos, e multa”.operação

 

Entenda o caso

 

A prisão investiga um processo licitatório de 2021 da Secretaria Municipal de Saúde, que tinha como objetivo a compra de eletrodomésticos e eletroeletrônicos para unidades de saúde de Imbituba. A licitação previa a compra de sete câmaras (geladeiras), com capacidade de 280 litros, para conservação de vacinas para o enfretamento da pandemia de Covid-19.

 

 

Há indícios de fraude na realização do certame. A servidora investigada, cujo nome não foi divulgado, foi nomeada como fiscal do contrato de licitação e atuava na Secretaria Municipal de Saúde, na época. Segundo a polícia, a mulher tinha um relacionamento amoroso com um dos proprietários da empresa que venceu o certame.operação

Em 2022, a empresa vencedora emitiu nota fiscal sobre o fornecimento de sete geladeiras, cada uma com capacidade de 280 litros, com valor unitário de R$ 13.440, totalizando R$ 94.080. Os policiais descobriram, porém, que a empresa forneceu apenas seis geladeiras com capacidade de 100 litros cada.

 

Essas geladeiras têm valor de mercado bem abaixo das previstas, ficando em torno de R$ 9 mil.

 

 

O setor de patrimônio da Prefeitura Municipal de Imbituba chegou a emitir sete patrimônios para as geladeiras que foram supostamente entregues pela empresa.operação

 

Os policiais encontraram seis unidades em centros de saúde do município e a placa de patrimônio que deveria estar na sétima geladeira, na verdade, estava em um freezer.

 

 

Atualmente, a mulher investigada trabalha na Secretaria da Infraestrutura de Imbituba. O NSC Total entrou em contato com a prefeitura da cidade para obter um posicionamento sobre a investigação, mas não obteve retorno até o fechamento da reportagem. O espaço segue aberto.

 

Fonte: NSCtotal

Quer saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região primeiro? Participe do nosso grupo de WhatsApp ou Telegram!

Siga nosso canal no youtube também @JDVonline

Notícias relacionadas

x