Política

Parlamentos federal e estadual elegem as novas mesas diretoras

A eleição do presidente da Câmara Federal era a mais aguardada. O deputado Arthur Lira (PP-AL), também apoiado por Bolsonaro, venceu a disputa no primeiro turno

03/02/2021

Por

Parlamentos federal e estadual elegem as novas mesas diretoras

A eleição das mesas diretoras das casas legislativas federal e estadual monopolizou na segunda-feira (1º) as atenções do Brasil, por conta da polarização política que contagiou as alas a favor e contra o presidente Bolsonaro. Apoiado por ele, Rodrigo Pacheco (DEM-MG) foi eleito presidente do Senado Federal, com 57 dos 78 votos possíveis. Sua adversária, Simone Tebet (MDB-MS) teve 21 votos.

O senador ressaltou a importância das reformas para o Brasil que, segundo ele, deverão ser enfrentadas “com urgência, mas sem atropelos”. O senador também defendeu a responsabilidade fiscal e o respeito ao teto de gastos, dizendo buscar uma “conciliação matemática com fundamentos econômicos”.

Leia mais:

A eleição do presidente da Câmara Federal era a mais aguardada. O deputado Arthur Lira (PP-AL), também apoiado por Bolsonaro, venceu a disputa no primeiro turno. Com 302 votos, derrotou Baleia Rossi (MDB), que era apoiado pelo ex-presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM) e recebeu 145 votos.

Lira deve priorizar nos primeiros meses de gestão a aprovação de pautas econômicas como orçamento da União, a PEC Emergencial e iniciar o debate sobre as reformas administrativa e tributária. Entretanto, não há certeza sobre o avanço das pautas de costume que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) defende desde quando era parlamentar.

O deputado Mauro de Nadal (MDB) foi eleito também no dia 1º de fevereiro) presidente da Assembleia Legislativa de Santa Catarina. Foram 38 votos a favor dele e uma ausência. Nadal foi o único candidato. O novo presidente vai comandar a Casa no biênio 2021-2023.

Notícias relacionadas

x