Região

O Pastor e Doutor Henrique Krause: Guardião da História Luterana

O Pastor Krause também foi uma figura unificadora, contribuindo para a coesão das comunidades luteranas no Brasil.

14/11/2023

Por

Estudante da 5ª fase de Design, curiosa por natureza e apaixonada pelo que faz.

A história da fé luterana no Brasil é um legado rico e complexo, marcado por décadas de desafios e triunfos. No cerne dessa história está o trabalho incansável e dedicado do Pastor e Doutor Henrique Krause, um guardião da herança luterana no país. Neste texto, exploraremos a vida e a obra desse notável teólogo e pastor, cujas contribuições têm sido fundamentais para preservar e compartilhar a rica tradição luterana no contexto brasileiro.

O Pastor e Doutor Henrique Krause: Guardião da História Luterana

Henrique Krause nasceu em Córrego Araras, São Gabriel da Palha, Espírito Santo, em 1955 e, desde cedo, demonstrou um profundo interesse pela teologia e pela história da Igreja. Seu caminho acadêmico o levou a instituições de ensino no Brasil e na Alemanha, onde ele aprofundou seu conhecimento na área. O resultado de seus estudos foi uma tese de doutorado que lançou luz sobre a emigração alemã e o desenvolvimento da fé luterana no Brasil durante o século XIX.

 

No entanto, o legado de Henrique Krause vai além de suas realizações acadêmicas. Ele serviu como pastor em várias paróquias ao longo de sua carreira, desempenhando um papel crucial na organização e liderança das comunidades luteranas em locais como Massaranduba, Pancas, Timbó, Guaramirim e muitos outros. Sua dedicação à igreja e ao seu rebanho é evidente em sua extensa trajetória de serviço.

 

Além disso, o Pastor Henrique Krause desempenhou um papel central na tradução de sua tese de doutorado do alemão para o português, tornando o conhecimento sobre a história luterana mais acessível para um público mais amplo. Seu trabalho lançou as bases para a compreensão da influência da fé luterana na cultura e na sociedade brasileira.

 

Este texto é uma homenagem ao Pastor e Doutor Henrique Krause, um guardião da história luterana no Brasil, cujo compromisso inabalável com a fé e a disseminação do conhecimento tem sido fundamental para o fortalecimento da comunidade luterana e para o entendimento da rica herança religiosa do país. Juntos, exploraremos sua vida, sua pesquisa e sua influência duradoura na história da fé luterana no Brasil.

 

Henrique Krause é um teólogo e pastor emérito da Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil (IECLB). Nascido em 2 de setembro de 1955, em Córrego Araras, São Gabriel da Palha, Espírito Santo, ele é filho de Henrique Carlos Frederico Krause e Ida Hartwig Krause. Krause é casado com Rosani e pai de quatro filhos: Lucas (in memoriam), Mathias, Anna e Gabriel. Atualmente, reside em Massaranduba, Santa Catarina.

 

A trajetória acadêmica de Henrique Krause incluiu passagens por diversas instituições de ensino. Ele cursou o primário em seu local de nascimento e, a partir dos 15 anos, estudou em lugares como o Ginásio na Escola Diaconal, em Serra Pelada/ES (1964-73), a Escola Normal Evangélica de Ivoti/RS (1974-76), a Escola Superior de Teologia – Faculdades EST, em São Leopoldo/RS (1977-82), e concluiu um curso de História da Igreja na Universidade Católica Nossa Senhora de Assunção, em São Paulo/SP (1982). Posteriormente, ele obteve um doutorado em História da Igreja pela Universidade de Ludwig-Maximilian de Munique, na Alemanha (1983-89).

 

Após retornar ao Brasil, Henrique Krause serviu em várias paróquias, incluindo Massaranduba/SC de 1989 a 1993, Pancas/ES de 1994 a 2002, Timbó/SC de 2002 a 2010 e Guaramirim/SC de 2010 a 2018, quando se tornou pastor emérito. Em 2023, sua tese de doutorado foi traduzida por um grupo de trabalho, liderado pelos pastores Ilson Kayser, Osmar Zizemer (in memoriam) e Roni Roberto Balz, da língua estrangeira alemã para o português. O título da tese é “Sínodo Luterano no Brasil – História e Confissão: Emigração alemã e desenvolvimentos eclesiásticos no século XIX.”

 

A tese de Henrique Krause aborda vários tópicos, incluindo a emigração alemã e os desenvolvimentos eclesiásticos no século XIX, as Associações Luteranas Caixa de Deus, a pré-história do trabalho eclesiástico luterano no Brasil através das Associações Caixa de Deus, os primeiros passos do trabalho da Caixa de Deus no Brasil (1897-1905), a fundação do “Sínodo Evangélico-Luterano de Santa Catarina, Paraná e outros Estados da América do Sul”,

a consolidação, desenvolvimento e situação do Sínodo Luterano antes, durante e depois da Primeira Guerra Mundial (1906-1923), o crescimento apesar do tempo de crise e a situação inicial para novas tentativas de filiação à Federação Alemã de Igrejas Evangélicas (1923-1933), a reorganização até a Segunda Guerra Mundial (1933-1945), a mudança de identidade, a Federação Sinodal e o nascimento da IECLB, bem como a misteriosa morte do Pastor Konrad Rösel.

 

Além disso, Krause investiga o papel da Igreja Luterana no Brasil durante a Segunda Guerra Mundial e destaca a importância da reorientação necessária e o surgimento da Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil (IECLB).

 

No contexto das comunidades do Vale do Itapocu, incluindo Brüderthal, Jaraguá, Corupá, Guaramirim, Schroeder, Massaranduba e outras, Henrique Krause aborda em detalhes a organização e desenvolvimento das comunidades luteranas nessa região.

 

Ele explora como essas comunidades foram estabelecidas, suas relações com o Sínodo Luterano, suas atividades e como contribuíram para o crescimento e a disseminação da fé luterana no Brasil.

 

À medida que exploramos a vida e a obra do Pastor e Doutor Henrique Krause, emergem considerações finais que destacam a importância de seu legado como guardião da história luterana no Brasil.

 

Henrique Krause dedicou sua vida a uma causa maior: preservar e compartilhar a tradição luterana no contexto brasileiro. Sua pesquisa acadêmica minuciosa, que abordou a emigração alemã e os desenvolvimentos eclesiásticos no século XIX, lançou as bases para o entendimento profundo da influência da fé luterana na cultura e na sociedade brasileira.

 

A tradução de sua tese de doutorado para o português ampliou o alcance desse conhecimento, tornando-o acessível a um público mais amplo e garantindo que as gerações futuras possam aprender com sua pesquisa valiosa.

 

Além de suas realizações acadêmicas, Henrique Krause desempenhou um papel fundamental como pastor, liderando e apoiando comunidades luteranas em várias paróquias, incluindo Massaranduba, Pancas, Timbó, Guaramirim e outras. Sua dedicação ao rebanho e à disseminação dos ensinamentos luteranos é evidente em sua trajetória de serviço.

 

O Pastor Krause também foi uma figura unificadora, contribuindo para a coesão das comunidades luteranas no Brasil. Sua liderança foi essencial para a organização e desenvolvimento dessas comunidades, que desempenharam um papel vital na manutenção da fé luterana em solo brasileiro.

 

À medida que consideramos o legado de Henrique Krause, é claro que seu trabalho incansável teve um impacto duradouro na história da fé luterana no Brasil. Ele não apenas guardou a história, mas a compartilhou e a fortaleceu, proporcionando às futuras gerações um profundo entendimento das raízes da fé luterana no país.

 

O Pastor e Doutor Henrique Krause permanecerá como um farol de inspiração para aqueles que buscam preservar e enriquecer a rica tradição luterana no Brasil. Seu compromisso inabalável com a fé e a disseminação do conhecimento é um exemplo a seguir, e seu legado continuará a iluminar o caminho para aqueles que buscam compreender e celebrar a história luterana no Brasil. (Ademir Pfiffer – Historiador e Youtuber, para o JDV)

 

Quer saber das notícias de Jaraguá do Sul e Região primeiro? Participe do nosso grupo de WhatsApp ou Telegram!

Siga nosso canal no youtube também @JDVonline

Notícias relacionadas

x