Educação

Pesquisa avalia como alunos e famílias veem as atividades online em Massaranduba

Os professores também atendem remotamente e na opinião do público de 78,9% dos alunos eles estão suprindo a necessidade, 18,7% disseram parcialmente e 2,4% não.

03/06/2020

Por

Pesquisa avalia como alunos e famílias veem as atividades online em Massaranduba

 A Secretaria Municipal de Educação de Massaranduba realizou pesquisa sobre o andamento do ensino remoto nas seis escolas de ensino fundamental e nos cinco centros de educação infantil. A avaliação dos 615 respondentes dá uma percepção dos estudantes frente a situação causada pela pandemia do Covid-19 desde meados de março, onde 45,7% avaliam o período de atividades em casa como bom, 35,3% regular, 11,2% ótimo e 7,8% ruim.

Os professores também atendem remotamente e na opinião de 78,9% dos alunos eles estão suprindo a necessidade, 18,7% disseram parcialmente e 2,4% não. Em relação à quantidade de questões repassadas, 72,2% consideram satisfatória e 9,8% insatisfatório. Para a ampla maioria (91,4%) o horário de atendimento dos professores e auxiliaram satisfaz.

A pesquisa apontou que 98,5% do atendimento do professor ao estudante em Massaranduba é feito pelo aplicativo WhatsApp, 8,1% pelo e-mail, e 4,2% pela comunicação impressa, isto é, àqueles não conectados à internet. Para 64,6% dos alunos que responderam o questionário, à realização de atividades enviadas pela escola e ou centro infantil, têm roteiros de estudos diários.

Outra informação reveladora. Dos responsáveis pelos estudantes, 49,8% estão trabalhando normalmente, 13,3% em formato de home office, 17,3% não está trabalhando e 10,7% com redução de carga horária. A maior parte do acesso à internet (46,5%) é feito por fibra ótica, 13,5% via cabo, 28,1% via rádio e 8% por dados móveis (3G/4G).

Não tem acesso à internet em casa 1,1%. A internet é estável para 64,1% dos participantes da pesquisa, mas 21,6% disseram que tem queda na rede, mas não o tempo inteiro. A pesquisa também avaliou a quantidade de conteúdos repassados e quanto ao aprendizado em casa, 50,7% disseram que ocorre parcialmente, 42,1% ocorre e para 7,2% ocorre.

Contato com colegas e professores é o mais sentido pelos estudantes

Massaranduba – No questionário encaminhado aos estudantes e famílias, a Secretaria Municipal de Educação perguntou se os conteúdos encaminhados via remota estão conectados à sua realidade e atendem demandas do mundo atual. Para 75,1% sim, 21,5% responderam parcialmente e apenas 2,3% não.

Sobre a pandemia e isolamento social, a percepção da saúde emocional/mental, na avaliação dos pais e ou responsáveis, 19,2% disseram não identificar, 16,1% citaram sobrecarga, 13,5% a preocupação excessiva, mas também houve respostas em relação ao estresse, inquietação, cansaço, entre outras.

Nas perguntas específicas aos estudantes, com múltiplas respostas, 79,5% disseram que o que mais sentem falta na escola são o contato com os amigos, 53,8% têm falta dos professores, 35,6% das aulas, citando os maiores índices de respostas. E acerca das atividades que recebem em casa, 73,5% disseram que estão conseguindo realizar e 25,4% parcialmente e 1,1% não.

A pesquisa da Secretaria da Educação de Massaranduba pediu se o aluno já utilizou a plataforma Clickideia. Responderam sim 49,3% e não 40,7%. Outra plataforma disponível para os estudos em casa, a Matific, foi utilizada por 39,7% dos alunos e 60,3% não. 

Na resolução das atividades repassadas de modo remoto pelos professores, 77,6% disseram que recorrem ao celular, 33,5% ao notebook, 22,9% ao livro didático e 16,4% ao computador. São algumas das múltiplas respostas dadas.

Quando encontram dificuldades ou dúvidas para realizarem as tarefas, 78,7% recorrem aos pais e ou responsáveis, 36,7% aos professores, 29,9% a internet, ou a amigos (8,3%).

Notícias relacionadas

x